Segunda-feira, 08 de agosto de 2022

Porto Alegre
Porto Alegre
14°
Light Drizzle

CADASTRE-SE E RECEBA NOSSA NEWSLETTER

Receba gratuitamente as principais notícias do dia no seu E-mail ou WhatsApp.
cadastre-se aqui

RECEBA NOSSA NEWSLETTER
GRATUITAMENTE

cadastre-se aqui

Mundo Estados Unidos vão enviar à Ucrânia dois sistemas de mísseis terra-ar

Compartilhe esta notícia:

O material faz parte do pacote de 820 milhões de dólares já anunciado por Biden. (Foto: Adam Schultz/Casa Branca)

Os Estados Unidos vão enviar à Ucrânia dois sistemas de mísseis terra-ar Nasams, quatro radares de contra-artilharia adicionais e até 150 mil cartuchos de munição de artilharia de 155 mm como parte de seus mais recentes pacotes de armas para a Ucrânia. A declaração foi feita pelo Pentágono no final da última semana.

O pacote de assistência, no valor de cerca de 820 milhões de dólares, foi amplamente anunciado pelo presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, em Madri, após uma reunião de líderes da Otan focada na invasão da Ucrânia pela Rússia.

“Os ucranianos continuam enfrentando uma brutalidade acentuada mais uma vez esta semana por um ataque que atingiu um shopping cheio de civis. Eles continuam lutando por seu país, e os Estados Unidos continuam a apoiá-los e a sua justa causa”, disse o secretário de Estado norte-americano, Antony Blinken, em um comunicado sobre a assistência.

Os radares de contra artilharia têm o triplo do alcance efetivo do sistema enviado em outro pacote de ajuda militar.

A nova ajuda tem o intuito de fortalecer a Ucrânia no momento em que enfrenta fortes ataques da artilharia russa com mísseis de longo alcance. Desde o início do conflito, os EUA já destinaram 6,9 bilhões de dólares de assistência à Ucrânia.

“Estou especialmente grato hoje aos Estados Unidos e a Biden pelo pacote de apoio à Ucrânia anunciado hoje, que inclui o poderoso Nasams –um sistema de mísseis antiaéreos que fortalecerá significativamente nossa defesa aérea. Trabalhamos duro por esses suprimentos”, declarou o presidente ucraniano, Volodymyr Zelensky.

Autoridades ucranianas disseram que um míssil Kh-22 disparado por um bombardeiro russo atingiu um shopping na cidade central de Kremenchuk, matando pelo menos 19 pessoas. Esse ataque atraiu a condenação de líderes ocidentais e do papa, mas a Rússia rejeitou o relato da Ucrânia, dizendo que o míssil atingiu um depósito de armas fornecidas pelo Ocidente próximo ao shopping, fazendo com que ele pegasse fogo.

O Pentágono deu mais detalhes ao formalizar o anúncio e disse que a mais recente rodada de assistência de segurança também inclui munição adicional para Sistema de Foguetes de Artilharia de Alta Mobilidade (Himars).

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Mundo

Morre Vladimir Zelenko, médico norte-americano que promoveu tratamento sem eficácia para covid
No 25° aniversário da devolução da cidade de Hong Kong pelos britânicos, presidente chinês comemora o controle de Pequim sobre o território
Deixe seu comentário
Pode te interessar