Segunda-feira, 01 de Junho de 2020

Porto Alegre
Porto Alegre
Fair

Agro Estância Olhos D’Água liquida o plantel Brangus

Compartilhe esta notícia:

A seleção da raça Brangus na Olhos D’Água começou há 40 anos

Foto: Divulgação
A seleção da raça Brangus na Olhos D’Água começou há 40 anos. (Foto: Divulgação)

A Estância Olhos D’Água, de Alegrete, na Fronteira Oeste do Rio Grande do Sul, promove um grande leilão de liquidação do seu plantel de bovinos da raça sintética Brangus. O remate, que ocorre neste sábado (23) e domingo (24), será transmitido pelo Canal Rural e conduzido pela Programa Leilões e Parceria Leilões.

O derradeiro leilão da Olhos D’Água, um dos maiores planteis Brangus do Brasil, colocará em pista aproximadamente 900 exemplares Brangus, a raça sintética que mais cresce no País, conforme a Associação Brasileira de Brangus.

A seleção da raça Brangus na Olhos D’Água começou há 40 anos, quando o titular da estância, o médico Antonino de Souza Dornelles, hoje com 83 anos, cruzou as raças Angus e Nelore.

“Hoje nós temos animais do nosso criatório trabalhando nos Estados do Mato Grosso, São Paulo e em todo o Rio Grande do Sul. Por tudo aí”, destaca Antonino. O criador salienta que o trabalho de seleção buscou um animal que produzisse carne de qualidade e mantivesse as características da raça mãe, como fertilidade, precocidade, habilidade materna e adaptabilidade. “Nós sempre procuramos selecionar a aprimorar cada vez mais. A nossa seleção sempre procurou produzir um Brangus de conformação carniceira, com maciez, suculência e sabor”, diz.

O criatório conquistou vários prêmios nas principais feiras agropecuárias, como a Expointer e a Expoutono de Uruguaiana. Na feira de Esteio, a Olhos D’Água conquistou o bi Grande Campeã em 2008 e 2009 com a vaca Joia Rara, enquanto a vaca Patroa sagrou-se reservada Campeã na Expointer 2010 e Grande Campeã na edição de 2011.

O touro Profeta, que encontra-se na Seleção Genética, em Santa Maria, será colocado à venda no leilão. Também entrarão em pistas descendentes das principais famílias do criatório alegretense. “Vamos colocar em pista uma irmã inteira do Profeta e uma irmã inteira do Panzer, entre outros animais de destaque”, ressalta o engenheiro agrônomo Átila Leães Dorneles, que, em 1996, assumiu a administração da Estância Olhos D’Água.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Agro

Empresa anuncia investimentos de R$ 500 milhões em Soledade
Vendas de hortigranjeiros na Ceasa-RS totalizam R$ 1,5 bilhão em 2019
Deixe seu comentário
Pode te interessar