Sábado, 31 de Outubro de 2020

Porto Alegre
Porto Alegre
17°
Fair

Brasil Fogo que destruiu 25 mil hectares no Pantanal começou em grandes fazendas, aponta investigação

Compartilhe esta notícia:

O Pantanal registrou o maior número mensal de focos de incêndio desde o início da série histórica do Inpe

Foto: Divulgação/Corpo de Bombeiros
A medida vale por 30 dias, de 4 de outubro a 2 de novembro, mas pode ser prorrogada, se necessário. (Foto: Divulgação/Corpo de Bombeiros)

Os incêndios que devastaram 25 mil hectares do Pantanal começaram em quatro fazendas de grande porte em Corumbá (MS), segundo investigação da PF (Polícia Federal) iniciada em junho. A suspeita é de que produtores rurais tenham colocado fogo na vegetação para transformação em área de pastagem.

O Pantanal registrou o maior número mensal de focos de incêndio desde o início da série histórica do Inpe (Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais), em 1998. Desde o início de setembro, foram mais de 6 mil pontos de queimadas no bioma. Um decreto federal publicado em julho proibiu queimadas de qualquer tipo em todo o País por 120 dias.

Conforme a PF, havia gado em duas das quatro fazendas de Corumbá onde os focos teriam começado. As propriedades rurais são as seguintes: Califórnia (1.736 hectares), Campo Dania (3.061,67 hectares), São Miguel (33.833,32 hectares) e Bonsucesso (32.147,06 hectares).

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Brasil

Inflação para o consumidor aumenta em todas as capitais pesquisadas
Frente Parlamentar pede a retomada da comissão que discute prisão após condenação em segunda instância
Deixe seu comentário
Pode te interessar