Quarta-feira, 01 de Abril de 2020

Porto Alegre
Porto Alegre
27°
Partly Cloudy

CAD1 Funcionários reabrem postos de saúde em Porto Alegre

Paralisação iniciou na semana passada, quando decisão do STF julgou o funcionamento do Imesf como inconstitucional. (Foto: Divulgação/Sindisaúde)

Depois de protestos em frente à Câmara de Vereadores e críticas do prefeito a funcionários, trabalhadores do Instituto Municipal de Estratégia da Saúde da Família (Imesf) retornam ao trabalho. Nesta segunda-feira (23), eram 67 unidades básicas de saúde fechadas em Porto Alegre.

Conforme a Secretaria Municipal da Saúde, hoje (24) apenas a Unidade de Saúde Beco dos Coqueiros, localizada no bairro Passo das Pedras, e a Unidade de Saúde Recreio da Divisa, da Lomba do Pinheiro, permanecem fechadas. Além disso, as Unidades de Saúde Batista Flores e Campos do Cristal estão com atendimento restrito.

Segundo orientação do Sindisaúde servidores devem voltar às atividades normais, já que o secretário da Saúde prometeu iniciar negociação com os funcionários ameaçados de demissão a partir da reabertura dos postos. Ao contrário das acusações do prefeito Nelson Marchezan Júnior, os sindicatos não orientam a paralisação.

A prefeitura de Porto Alegre convocou, em edição extra do Diário Oficial desta segunda, 235 profissionais do Instituto Municipal de Estratégia de Saúde da Família (Imesf). De acordo com o Paço Municipal, a medida foi necessária diante da desassistência causada à população em função do abandono dos postos de trabalho após decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) contra a criação da entidade.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de CAD1

Servidores da Justiça gaúcha prometem cruzar os braços a partir desta terça-feira
Sindicatos orientam que servidores do Imesf cessem manifestações e retomem atividades hoje
Deixe seu comentário
Pode te interessar