Quarta-feira, 24 de julho de 2024

Porto Alegre

CADASTRE-SE E RECEBA NOSSA NEWSLETTER

Receba gratuitamente as principais notícias do dia no seu E-mail ou WhatsApp.
cadastre-se aqui

RECEBA NOSSA NEWSLETTER
GRATUITAMENTE

cadastre-se aqui

Rio Grande do Sul Governador gaúcho busca agilizar o repasse da gestão dos aeroportos de Torres e Canela à Infraero, que promete ampliar voos

Compartilhe esta notícia:

Eduardo Leite e outras autoridades se reuniram com o ministro de Portos e Aeroportos e com o presidente da Infraero por videoconferência

Foto: Maurício Tonetto/Secom
Eduardo Leite e outras autoridades se reuniram com o ministro de Portos e Aeroportos e com o presidente da Infraero por videoconferência. (Foto: Maurício Tonetto/Secom)

Em reunião com o ministro de Portos e Aeroportos, Silvio Costa Filho, e o presidente da Infraero, Rogerio Barzellay, o governador do RS, Eduardo Leite, manifestou interesse em concretizar com a máxima agilidade possível o repasse dos aeroportos de Torres e Canela – atualmente administrados pelo Estado – para a Infraero.

O presidente da estatal deve vir ao Estado nesta semana a fim de alinhar a execução do cronograma. A empresa pública federal prometeu ampliar os voos nesses terminais após a administração retornar à União. Conforme a Infraero, a partir da retomada da gestão, em 15 dias os aeroportos estarão aptos para operar voos regulares com transporte de até nove passageiros por viagem em Canela e de até 72 passageiros em Torres. No documento, a Infraero prevê também que, em até 45 dias, serão viabilizados voos transportando até 165 passageiros no aeroporto do Litoral Norte e 72 passageiros no terminal da Serra Gaúcha.

“Essa possibilidade trazida no expediente que a Infraero nos remeteu gerou grande expectativa nas comunidades. Na reunião, ressaltei que, de nossa parte, a devolução da outorga é para já. Temos todo o interesse em fazer no menor tempo possível a ampliação das operações para beneficiar a economia e o turismo do RS”, afirmou Leite durante a reunião realizada na terça-feira (9), por videoconferência.

“Enquanto o aeroporto Salgado Filho permanece fechado, temos feito todo o possível para qualificar a aviação nos aeroportos do interior, e esse movimento é mais um com esse mesmo sentido. Vamos acelerar ao máximo o processo para que, o quanto antes, a Infraero possa cumprir os prazos com que se comprometeu e, assim, ajudar o RS a se reconectar, também por via aérea, com todo o Brasil”, acrescentou o governador.

O ministro Silvio Filho ressaltou a necessidade do esforço conjunto para a ampliação de voos, do reforço de infraestrutura e da qualificação do atendimento dos aeroportos gaúchos, já que o principal terminal do Estado segue fora de operação devido à enchente.

“Nossa ideia de reconstrução é de que não adianta só reconstruirmos o que foi perdido. Temos que fazer diferente e melhor. Requalificar nossos aeroportos faz parte desse propósito”, afirmou o secretário da Reconstrução Gaúcha, Pedro Capeluppi.

Investimentos

O governo do RS aponta a necessidade de investimentos de R$ 8,69 milhões para a qualificação dos aeroportos de Canela e Torres, de modo a contribuir para a preparação da malha aérea do Estado em futuras crises meteorológicas.

Para manter os terminais em boas condições, o Executivo estadual também sugeriu que, após a retomada da outorga pela União, seja estudada a possibilidade de eles serem incluídos na política de concessões aeroportuárias, que tem assegurado fluxo de investimento necessário nos terminais que já foram objeto desse modelo de gestão.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Rio Grande do Sul

Saiba quais são as ruas e avenidas de Porto Alegre que têm os imóveis mais valorizados da cidade
Ministério Público investiga ex-dirigentes do Brasil de Pelotas por desvio de dinheiro do clube
https://www.osul.com.br/governo-gaucho-quer-agilizar-o-repasse-da-gestao-dos-aeroportos-de-torres-e-canela-a-infraero/ Governador gaúcho busca agilizar o repasse da gestão dos aeroportos de Torres e Canela à Infraero, que promete ampliar voos 2024-07-10
Deixe seu comentário
Pode te interessar