Sexta-feira, 07 de Agosto de 2020

Porto Alegre
Porto Alegre
22°
Fair

Economia IBGE aponta que indústria e varejo tiveram melhora em maio no Rio Grande do Sul

Compartilhe esta notícia:

A alta é a quarta maior entre os Estados e supera a média da indústria nacional, que registrou aumento de 7% no mesmo período

Foto: Marcello Casal Jr./Agência Brasil
A alta é a quarta maior entre os Estados e supera a média da indústria nacional, que registrou aumento de 7% no mesmo período. (Foto: Marcello Casal Jr./Agência Brasil)

A economia do Rio Grande do Sul apresentou melhora nos setores da indústria e do varejo em maio, mostram dados da PIM (Pesquisa Industrial Mensal) Regional. Divulgado pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) nesta quarta-feira (08), o levantamento apontou crescimento de 13,3% entre abril e maio na atividade industrial gaúcha.

A alta é a quarta maior entre os Estados e supera a média da indústria nacional, que registrou aumento de 7% no mesmo período. Em época de pandemia, os dados são um indicativo de que o RS, além de registrar números abaixo da média nacional em relação à proporcionalidade envolvendo casos confirmados e óbitos por Covid-19, está conseguido manter a liberação das atividades econômicas acima da média de outras regiões do país.

De acordo com o pesquisador do DEE (Departamento de Economia e Estatística) do Estado, Martinho Lazzari, o resultado positivo reflete medidas adotadas pelo governo, como a possibilidade de retomada de atividades por meio do modelo de distanciamento controlado.

“Em maio, praticamente todos os setores aumentaram suas produções. A gente chama atenção para as indústrias de móveis, calçados, máquinas, equipamentos e veículos automotores. Com a diminuição de algumas restrições, a maioria dos setores pôde produzir mais”, explica.

Quando comparados os meses de maio de 2020 com maio de 2019, o Estado apesenta queda de 27,3% no setor industrial, resultado que coloca o RS entre as unidades da federação mais afetadas pela desaceleração econômica. No acumulado do ano, a indústria gaúcha também acompanhou a retração de outros estados e registrou -16,6%.

“O nível de produção do Estado em maio relacionado ao mesmo mês em 2019 ainda está 1/4 abaixo do que era um ano atrás. Os efeitos da pandemia ainda estão presentes”, afirma Lazzari.

No comércio varejista ampliado – índice que contempla os grupos de atividades do varejo e mais os segmentos de veículos e motocicletas, peças e de material de construção –, o RS acompanhou tendência de alta nas 27 unidades da Federação, registrando aumento de 27,9% nas vendas de maio de 2020 em comparação ao mês de abril. A taxa está bem acima do crescimento nacional de 19,6%.

No comparativo dos meses de maio de 2020 e de 2019, o comércio gaúcho vendeu 8,4% a menos.

Print Friendly, PDF & Email

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Economia

A prefeitura de Porto Alegre interdita 12 lojas que descumpriam o decreto municipal
Coronavírus em esgoto de cinco países antes de surto na China aumenta mistério sobre origem do vírus
Deixe seu comentário
Pode te interessar