Sexta-feira, 03 de Julho de 2020

Porto Alegre
Porto Alegre
12°
Fair

Brasil Investigações judiciais lançam o caos na política do Brasil

Compartilhe esta notícia:

MPF afirmou que as investigações revelaram evidências de que Lula recebeu pelo menos R$ 1 milhão em 2014 da construtora OAS "sem aparente justificativa econômica" (Foto: Divulgação)

Sem ter sido ainda acusado de nada, o ex-Presidente do Brasil Luis Inácio Lula da Silva está agora formalmente sob investigação do MP (Ministério Público), suspeito do crime de tráfico de influências em razão de sua associação com a construtora Odebrecht, uma das empresas implicadas no esquema de corrupção que envolve a petrolífera estatal Petrobras – o Petrolão.

A Justiça confirmou que foi aberta uma investigação formal para apurar se, depois de abandonar a presidência, em 2009, Lula aproveitou suas conexões políticas internacionais para, ilicitamente, beneficiar a Odebrecht, a maior empresa de construção do País e uma das maiores do mundo.

Em menos de uma semana, as investigações da Justiça à teia de corrupção em torno da Petrobras atingiram o ex-presidente, agora senador Fernando Collor de Mello, e o atual presidente da Câmara de Deputados, Eduardo Cunha, que teria recebido propina no valor de 5 milhões de dólares para viabilizar um contrato de navios-sonda
da Petrobras.

“A apuração de irregularidades na Petrobras varreu nesta semana três instituições para o tapete da Lava-Jato. De uma só vez, Senado, Câmara [de Deputados] e TCU [Tribunal de Contas da União] foram atingidos por novas suspeitas e acusações. O Judiciário virou alvo de investigados. MP e a PF preparam-se contra retaliações. O governo teme que a ira do presidente da Câmara, Eduardo Cunha, paralise o País politicamente e abra caminho para um pedido de destituição [da presidenta]”, resumiu o jornal Folha de S. Paulo.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Brasil

Palácio do Planalto diz esperar imparcialidade do presidente da Câmara dos Deputados
Presidente do TCU vai morar em imóvel do filho
Deixe seu comentário
Pode te interessar