Terça-feira, 07 de Julho de 2020

Porto Alegre
Porto Alegre
12°
Cloudy

Capa – Caderno 1 Levantamento mostra que Donald Trump mentiu em média 4 vezes por dia desde o início do mandato

Compartilhe esta notícia:

Estado foi o primeiro a entrar com ação contra ordem presidencial que impedia cidadãos de seis países de entrarem nos EUA. (Foto: Reprodução)

Não houve nem mesmo um dia em que o presidente Donald Trump, desde que tomou posse nos EUA, não tenha feito uma declaração falsa. É o que diz um levantamente do jornal “Washington Post”, que checa as informações ditas pelo republicano no início do seu mandato. Em média, foram quatro mentiras por dia que o novo presidente contou desde 20 de janeiro.

Já no seu primeiro dia, o presidente estreou com sete declarações falsas. E, em 18 dias deste período, ele usou diariamente pelo menos quatro informações que induzem ao erro.

A pesquisa do “Post” indica que o republicano não mudou o padrão da sua campanha presidencial, repleta de imprecisões e informações falsas. Na corrida eleitoral, o jornal julgou que quase dois terços das suas declarações eram total e completamente falsa — para a sua ex-rival democrata, Hillary Clinton, o mesmo índice era de 14%.

O presidente Trump, por sua vez, trava uma árdua batalha contra a imprensa, a quem chama publicamente — no palanque ou nos seus tuítes — de desonesta, mentirosa e manipuladora. Em uma pesquisa da “Fox News” deste mês, 45% das pessoas disseram que confiam mais no governo do republicano do que nos veículos de comunicação. Enquanto isso, 42% disseram que preferem confiar na mídia.

No fim de semana passado, por exemplo, Trump citou um ataque terrorista inexistente na Suécia para argumentar contra a recepção de refugiados. Algumas semanas antes, sua assessora, Kellyanne Conway, disse que o governo estava citando “fatos alternativos” ao ser questionada sobre as aparentes mentiras do porta-voz de Trump, Sean Spicer.

 

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Capa – Caderno 1

Depressão cresce no mundo e segundo a OMS o Brasil tem a maior prevalência da América Latina
Superávit primário do Governo Central atinge terceiro melhor nível da história
Deixe seu comentário
Pode te interessar