Sábado, 25 de junho de 2022

Porto Alegre
Porto Alegre
12°
Mostly Cloudy

CADASTRE-SE E RECEBA NOSSA NEWSLETTER

Receba gratuitamente as principais notícias do dia no seu E-mail ou WhatsApp.
cadastre-se aqui

RECEBA NOSSA NEWSLETTER
GRATUITAMENTE

cadastre-se aqui

Porto Alegre Líder de facção criminosa é executado a tiros em frente a prédio de consultórios no bairro Três Figueiras, em Porto Alegre

Compartilhe esta notícia:

Câmera de segurança mostra o momento em que o carro da vítima é atacado com disparos de pistola e fuzil. (Foto: Divulgação/Polícia Civil)

Localizada em uma região de classe-média-alta de Porto Alegre, a área em frente a um centro clínico na rua Soledade com avenida Carlos Gomes, bairro Três Figueiras (Zona Norte), foi palco de uma execução que deixou em pânico diversas pessoas por volta das 9h desta segunda-feira (13). A vítima foi um homem apontado pela Polícia Civil como líder criminoso.

O incidente foi registrado por câmera de segurança, que mostra um homem descer de um veículo Honda CRV para disparar com um fuzil contra os ocupantes de um Chevrolet Captiva de mesma cor. Sem sair do carro, o motorista do Honda também efetua disparos com uma pistola, antes de fugir com o comparsa.

Além de ferir duas pessoas, os disparos acabaram matando Diego “Alemão da Praia” Fontinel, 42 anos, com antecedentes por homicídio e que supostamente comandava uma facção no bairro Mathias Velho, em Canoas (Região Metropolitana). Esse perfil reforça a certeza dos investigadores de que o ataque está relacionado a disputas entre grupos.

“Alemão da Praia” foi morto quando chegava ao prédio de consultórios para se submeter a um cirurgia, não detalhada pela Polícia. No momento dos disparos, agentes da Superintendência dos Serviços Penitenciários (Susepe) estavam no local para retirar a tornozeleira eletrônica que monitorava o criminoso.

O fato de o carro contar com blindagem não impediu a execução, pois os atiradores aproveitaram um momento de descuido de um dos ocupantes do Captiva, que abria a porta traseira direita. Fontinel morreu na hora, com disparos certeiros na cabeça, enquanto a dupla que o acompanhava não corre risco de morrer.

Investigação

Até o fim da noite, não haviam sido divulgadas informações sobre eventual captura ou identificação de suspeitos. A  apuração do caso está aos cuidados da Polícia Civil, que colocou à disposição geral um telefone para denúncias anônimas – o número é 0-800-642-01-21.

(Marcello Campos)

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Porto Alegre

Argentina exigirá passaporte vacinal a partir de 1º de janeiro
De janeiro a novembro, Rio Grande do Sul registra alta de 23% no número de feminicídios
Deixe seu comentário
Pode te interessar