Sábado, 26 de Setembro de 2020

Porto Alegre
Porto Alegre
26°
Partly Cloudy

Mundo Madri, na Espanha, estuda confinamentos locais nas zonas mais afetadas pela pandemia do coronavírus

Compartilhe esta notícia:

A Espanha é um dos países mais atingidos pelo novo coronavírus na Europa

Foto: Reprodução
Segundo a OMS, a Europa se vê diante de um cenário "alarmante". (Foto: Reprodução)

As autoridades da região de Madri, na Espanha, estudam a aplicação de confinamentos seletivos nas áreas mais afetadas pela propagação do vírus.

O que se propõe é um “confinamento por áreas básicas de saúde, ou por áreas de saúde que são as que têm maior incidência,” principalmente “na zona sul de Madrid”, afirma o vice-conselheiro de Saúde Pública da região, Antonio Zapatero. Segundo ele, as medidas serão tomadas “até o fim de semana” e devem incluir “restrições em relação à concentração de pessoas e também à mobilidade”.

Em algumas das áreas mais afetadas, como os bairros madrilenos de Villaverde e Usera, ou os municípios de Parla, Fuenlabrada e Alcobendas, foram registrados mais de 700 casos por cada 100.000 habitantes nas últimas duas semanas. Trata-se de um número bem acima da média espanhola (280), que é, por sua vez, uma das mais elevadas da Europa.

Em Puente de Vallecas, um dos bairros de menor renda da capital, a incidência é de mais de 1.000 casos por 100.000 habitantes nos últimos 14 dias. Seguindo a medida já adotada, por exemplo, na França, Zapatero explicou que “Madri propõe ao Ministério (da Saúde) a possibilidade de reduzir a quarentena para sete dias”, porque “mais vale uma quarentena de sete dias efetuada em um percentual alto do que não cumprir a quarentena dos 14 dias”.

A média de idade dos casos detectados nas últimas semanas é de 39 anos, mas os pacientes hospitalizados têm 63 anos em média na região da capital, onde vivem 6,6 milhões de pessoas. A Espanha é um dos países mais atingidos pelo novo coronavírus na Europa, continente que está passando por uma segunda onda da pandemia nas últimas semanas.

Na terça-feira (15), segundo balanço do Ministério da Saúde, o país ultrapassou 30.000 óbitos e 600.000 casos. Nas últimas duas semanas, foram diagnosticados mais de 43.000 casos, um terço do total nacional.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Mundo

Polícia Federal apura irregularidades na contratação de organizações sociais para o combate ao coronavírus
Corpo de jovem que desapareceu no Rio Tramandaí, no Litoral Norte do Estado, é encontrado
Deixe seu comentário
Pode te interessar