Quinta-feira, 21 de Janeiro de 2021

Porto Alegre
Porto Alegre
27°
Mostly Cloudy

Saúde Maior eficácia da meia dose da vacina de Oxford não tem explicação definitiva

Compartilhe esta notícia:

Especialistas acreditam que ainda é cedo para cravar a razão e qual deverá ser de fato o resultado definitivo

Foto: Reprodução
Reações não se relacionam com imunizante, que tem mais de 90% de eficácia contra a covid-19. (Foto: Reprodução)

A vacina contra a Covid-19 desenvolvida pela Universidade de Oxford e pela AstraZeneca apresentou a taxa de eficácia nesta segunda-feira (23): até 90%. Entretanto, o percentual foi obtido quando, na primeira etapa da vacinação, os voluntários receberam meia dose. No grupo que recebeu duas doses completas, a eficácia ficou em 62%.

Especialistas acreditam que ainda é cedo para cravar a razão e qual deverá ser de fato o resultado definitivo. Diretor do Grupo de Vacinas de Oxford, Andrew Pollard afirmou, em entrevista que a causa do resultado é “intrigante”.

“Esses 90% são um resultado intrigante. Acho que é um resultado realmente excitante e intrigante que precisamos aprofundar mais”, afirmou. À revista científica “Nature”, o virologista Luk Vandenberghe, da Universidade Harvard em Boston, disse acreditar que os dados não são suficientes para avaliar a diferença entre as duas doses, e que essas diferenças devem desaparecer quando mais casos do novo coronavírus forem detectados em pacientes já vacinados.

Jorge Elias Kalil Filho, da Universidade de São Paulo e parte do comitê americano de monitoramento dos estudos clínicos de vacinas contra a Covid-19, afirma que a quantidade de pacientes infectados após a aplicação da vacina é baixa.

“Os números são muito pequenos. Este grupo de dose menor deve ter no máximo 30 casos de Covid. Não tem uma explicação”, diz. Kalil defende a divulgação e análise com mais dados para entender a relação eficácia x dose.

Na mesma linha, o médico infectologista Pedro Folegatti, à frente do desenvolvimento da vacina de Oxford e da AstraZeneca, diz que “não vale muito a pena ficar especulando as razões” e que “é possível que a gente tenha mais informações mais para frente”.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Saúde

Ministro Paulo Guedes vê economia “voltando forte” e diz que não prevê estender auxílio
Principal aeroporto de Xangai cancela centenas de voos após casos de coronavírus
Deixe seu comentário
Pode te interessar