Sábado, 30 de Maio de 2020

Porto Alegre
Porto Alegre
16°
Fair

Porto Alegre O prefeito de Porto Alegre reitera a empresários a necessidade do isolamento total

Compartilhe esta notícia:

Prefeito participou de videoconferência com representantes de 17 entidades.

Foto: Anselmo Cunha/PMPA
Prefeito participou de videoconferência com representantes de 17 entidades. (Foto: Anselmo Cunha/PMPA)

O prefeito Nelson Marchezan Júnior realizou uma conferência por vídeo na manhã desta segunda-feira (30), com representantes de 17 entidades representativas da indústria, comércio e de empresas de serviços de Porto Alegre. O objetivo da conferência foi estabelecer um canal de diálogo com esses setores, bem como alinhar expectativas e discutir medidas que possam atenuar os impactos econômicos das restrições impostas pelo combate à propagação da Covid-19 (novo coronavírus) na cidade.

Durante a conferência, o prefeito ouviu as ponderações das entidades, que expressaram preocupação com o atual momento e trouxeram propostas para fortalecer o diálogo com o poder público municipal. Para Marchezan, esse comitê poderia trabalhar de forma integrada com os dois grupos especiais de trabalho que estão sendo formados pela prefeitura.

O prefeito Marchezan, porém, argumentou que ainda é cedo para qualquer iniciativa que leve à reabertura de empresas e estabelecimentos comerciais. E reafirmou que vai manter a política de isolamento total. “Toda a ciência indica que o primeiro isolamento tem de ser também o mais longo e restritivo. Todos os estudos da saúde e da economia dizem isso. Evidente que se surgirem novas evidências científicas poderemos mudar essa orientação”, aponta.

Ele também destacou que não há um prazo definido para que as atividades econômicas possam ser normalizadas. “Talvez, em breve, tenhamos outro cenário. Mas hoje, o que a gente consegue perceber nas posições de cientistas, estatísticos e profissionais da saúde que essa é uma crise mundial e não passaremos ilesos.”

Grupos de trabalho

Ainda durante a conferência, Marchezan anunciou a criação de uma secretaria extraordinária para coordenar as ações de combate ao coronavírus, além de dois grupos especiais de trabalho: um para atacar os impactos sociais e outro para dirimir os impactos econômicos das restrições impostas pela prefeitura. O prefeito aventou a hipótese de integrar esses grupos com o trabalho do Comitê de Retomada proposto pelas entidades empresariais, de forma que seja possível reforçar o diálogo permanente com segmentos que elas representam.

Participaram da videoconferência representantes da seguintes entidades: Associação Comercial de Porto Alegre; Associação das Empresas dos Bairros Humaitá e Navegantes; Associação dos Dirigentes Cristãos; Câmara de Dirigentes Lojistas de Porto Alegre; Sindicato da Habitação; Sindicato de Hospedagem e Alimentação de Porto Alegre e Região; Sindicato da Indústria da Construção do RS; Associação Brasileira de Shoppings Centers; Associação Riograndense de Empreiteiros de Obras Públicas; Sociedade de Engenharia do RS; Sindicato das Empresas de Serviços Contábeis e das Empresas de Assessoramento; Sindicato da Indústria da Construção de Estradas, Pavimentação, Obras de Terraplanagem do RS; Sindicato do Comércio Varejista de Combustíveis; Associação Gaúcha de Supermercados; Associação dos Dirigentes de Venda e Marketing do Brasil e Associação das Empresas Brasileiras da Tecnologia da Informação.

Ainda esta semana o prefeito deve se reunir com outras entidades de vários setores para manter o diálogo sobre as medidas adotadas para conter a pandemia em Porto Alegre.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Porto Alegre

Tendas atendem 866 pacientes em três pronto-atendimentos em Porto Alegre
Líderes do Senado divulgam manifesto pelo isolamento social
Deixe seu comentário
Pode te interessar