Terça-feira, 01 de Dezembro de 2020

Porto Alegre
Porto Alegre
25°
Mostly Cloudy

Tecnologia “Melhor caixinha do mundo” está à venda no Brasil; veja se vale

Compartilhe esta notícia:

Caixinha da LG está à venda no Brasil por até R$ 1.199. (Foto: Reprodução)

A LG Xboom Go PL7 é uma das caixas de som mais badaladas de 2020. Eleita a “melhor do mundo” pela Associação Europeia de Imagem e Som (EISA) no biênio 2020-2021, ela promete alto desempenho, mas por um alto valor: chega a custar R$ 1.199 no Brasil. Por outro lado, apesar de ser mesmo muito bem feita, a caixinha apresenta alguns problemas que a tornam bem menos atraente do que era esperado.

Design

Em relação à aparência, apesar de ser um assunto bem subjetivo, a caixinha da LG faz bonito. Ela traz um design sóbrio, com um tom de azul bem elegante e um aspecto emborrachado interessante. Vale destacar os woofers (de onde saem os graves), que normalmente são laterais, vêm em uma posição diagonal, o que dá uma boa arrojada no visual – mas nada de muito surpreendente. Além disso, ela traz luzes bem bonitas que brilham e se mexem de acordo com a música que toca. No escuro, por exemplo, é um show à parte!

Além disso, em matéria de resistência, a PL7 é com certeza uma caixinha bem construída. Ela é muito sólida e bem montada, parecendo aguentar bem possíveis quedas ou esbarrões, já que não tem pontas ou partes para fora. Essa robustez, porém, faz com que ela seja um pouco desajeitada para carregar, já que são 1,4 kg. Portanto, é bastante peso para uma caixinha não tão grande (24 cm de comprimento e 10 cm de altura/largura).

Qualidade de som

Aqui talvez esteja a grande crítica à Xboom Go PL7. Por uma caixa deste porte, custando R$ 1,199, é esperado um som totalmente balanceado e com acentos perfeitos em agudo, médio e grave. Bom, não é exatamente o que você encontra no modelo. Apesar de ter apostado na assinatura da Meridian, famosa empresa de componentes de som (principalmente para automóveis), o modelo tentou caprichar no áudio, mas não conseguiu trazer aquele “algo a mais”.

O grave é bem forte e presente, apesar de um pouco exagerado. O problema é que ele não mescla bem com os sons médios e agudos, que ficam muito “abafados” no modo normal. Quando você seleciona a opção “Sound Boost”, isso melhora bastante, e as frequências altas vêm com muito mais potência e de forma bem mais cristalina. Mas o problema muda: os agudos ficam um pouco exagerados e podem distorcer com altos níveis de volume. Os médios, então, continuam aparecendo pouco – você vai sempre ouvi-los, mas sem muito brilho.

No fim das contas, a mix do áudio não é grande coisa. E não ter uma opção de equalização, seja na própria caixinha ou no app ligado a ela, que pode ser baixado para Android e iPhone (iOS), é uma baita bola fora. Em ambientes fechados e silenciosos, ela até vai dar conta do recado. Só não espere um desempenho tão bom se ela tiver que competir com outros barulhos, como conversas ou ruídos de lugares abertos. A verdade é que modelos até inferiores da JBL ou da Sony entregam áudios mais equilibrados.

Funcionalidades e conexões

Este é outro ponto fraco do modelo da LG, visto seu preço e fama. Para uma caixinha de R$ 1.199, seus recursos são bem básicos. O maior diferencial que você vai encontrar é sua resistência à água – que funciona muito bem, aliás, trazendo certificação IPX5. Nos testes, molhamos ela até embaixo da pia e nada escorreu ou pareceu dar problema: ela é bem sólida.

Porém, os destaques param por aí. O produto tem pouquíssimas variações de som (apenas um botão “Boost Sound”, que valoriza os agudos quando ativado), e nem o aplicativo LG Xboom para celular permite qualquer manobra nesse sentido. É um app bem limitado, que deixa apenas você mudar as luzes da caixinha, escolhendo os movimentos e as cores.

A Xboom Go PL7 até traz suporte para se conectar com assistentes de voz como Siri ou Google Assistente, de acordo com o celular. Mas, em uma época em que caixas já vêm com Alexa embutida, por exemplo, isso não chega a ser um grande diferencial.

Bateria

A Xboom Go PL7 promete 24 horas de funcionamento ininterrupto, dependendo das condições a que ela é exposta. Nos testes, ela foi utilizada por 18 horas em um ambiente aberto, com volume bem alto, até descarregar. Já tocando músicas em volume moderado dentro de casa, a bateria realmente respondeu melhor, dando praticamente a autonomia prometida.

Custo-benefício

Apesar de ser uma boa caixinha, considerada inclusive uma das melhores de 2020 – e já eleita a melhor do mundo em outra premiação – o preço é o grande ponto fraco da PL7. Por um produto que chega ao mercado custando até R$ 1.199, você espera que o desempenho e as funcionalidades (além da bateria) sejam praticamente perfeitos. E isso está longe de ser encontrado aqui: é apenas isso, uma boa caixa de som.

É possível encontrar modelos tão bons quanto ou até superiores na concorrência, saindo a preços até mesmo menores. A LG tentou apostar ainda em faixas de preço diferentes com a linha Xboom Go, que traz também os modelos PL3 e PL5, que saem a R$ 350 e R$ 700, respectivamente, mas não conseguiu entregar produtos que caibam de fato nesses valores.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Tecnologia

Hackers exploram falha em links compartilhados no Facebook
O Facebook lança serviço gratuito de games por streaming
Deixe seu comentário
Pode te interessar