Quinta-feira, 09 de Julho de 2020

Porto Alegre
Porto Alegre
11°
Mostly Cloudy

Bem-Estar Modelos viram garçons em casamentos de famosos, mas paquera é proibida

Compartilhe esta notícia:

Garçons trabalham por cachê entre 200 reais e 400 reais. Crédito: Reprodução

Se tem festa badalada, pode esperar por eles. Os bartenders (sim, nome chique para os garçons que fazem drinques nas festas) que foram um plus no casamento midiático da cantora Preta Gil repetiram a façanha na cerimônia discreta do apresentador Pedro Bial.

Os moços com pinta de modelo deram expediente em quase todos os casórios famosos do primeiro semestre. A atriz Fernanda Souza e o pagodeiro Thiaguinho contrataram. O empresário Roberto Justus também. E as convidadas – e convidados – agradeceram.

Devidamente paramentados e bons entendedores de bebidas, os rapazes fazem parte do time da Help Bar, que há 15 anos oferece o serviço ao high society brasileiro. Mas existem regras de conduta muito rígidas. “Eles não podem paquerar ou passar o WhatsApp e nem postar fotos durante o trabalho”, diz Herbie Ramos, diretor da empresa.
São poucos os modelos que topam falar sobre o “bico” que fazem em festas por um cachê entre 200 reais e 400 reais por oito horas de trabalho e sorriso impecável no rosto.

Jadson Balsan, 24 anos, pelo contrário, se orgulha de fazer parte do casting dos bartenders de famosos. “Fiz três cursos de barman e fui me aprimorando. Entrei para a linha de frente dos bartenders”, conta ele, que gosta de circular no meio de gente conhecida. “Somos retribuídos com muita atenção e simpatia pelos famosos.”

Mas não só isso. As cantadas rolam à solta. “Mas temos uma postura séria que não nos permite envolvimento com clientes no trabalho. Mas existem as cantadas, sim”, admite ele, que está solteiro. “Mas já tive situações de ciúme com as minhas ex-namoradas. Até famosa já me cantou”, confessa.

Para ter os meninos em sua festa não basta retribuir com simpatia. Há de se ter uma carteira recheada para pagar de 6,5 mil reais a 80 mil reais para a empresa. “Tudo depende do número de convidados e das bebidas que vão querer. Se for uma festa para mil convidados com Veuve Cliquot no cardápio, 80 mil reais será o preço”, conta Herbie, que, na maioria das vezes, sabe o nome dos contratantes em cima da hora da festa: “Com Athina Onassis e Doda foi assim. O tempo todo só sabia que o casal era João e Maria. Chegando à festa soubemos quem eram os noivos.” (AG)

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Bem-Estar

Mulheres comuns ficam famosas e ricas após colocarem seus vídeos no YouTube
Celebridades reinventam o código da sensualidade
Deixe seu comentário
Pode te interessar