Sexta-feira, 26 de Fevereiro de 2021

Porto Alegre
Porto Alegre
20°
Fair

Mundo Moderna espera disponibilizar até 150 milhões de doses da sua vacina contra a Covid-19 no primeiro trimestre de 2021

Compartilhe esta notícia:

A Moderna solicitou a autorização para uso emergencial do seu imunizante à FDA

Foto: Reprodução
Para a OMS, também é cedo ainda para determinar a origem do vírus. (Foto: Reprodução)

A Moderna, empresa farmacêutica norte-americana que está desenvolvendo uma vacina contra a Covid-19, anunciou que planeja disponibilizar até 150 milhões de doses do seu imunizante no primeiro trimestre de 2021.

Segundo a empresa, a maioria das doses irá para os Estados Unidos – 85 milhões a 100 milhões. Na segunda-feira (30), a Moderna solicitou a autorização para uso emergencial do seu imunizante à FDA, a agência reguladora dos EUA equivalente à Anvisa brasileira.

Análise de eficácia

Nesta semana, a farmacêutica disse que os resultados completos de um estudo em estágio final mostraram que a sua vacina foi 94,1% eficaz, sem preocupações sérias de segurança. “A eficácia da vacina contra a Covid-19 grave foi de 100%”, afirmou a Moderna.

O resultado mais recente de eficácia da Moderna é ligeiramente inferior ao de uma análise provisória divulgada em 16 de novembro, com 94,5% de eficácia. Segundo Tal Zaks, diretor-médico da farmacêutica, a diferença não é estatisticamente significativa.

O estudo da fase 3, conhecido como estudo COVE, envolveu mais de 30 mil participantes. Essa segunda análise foi baseada em 196 casos – 185 eram participantes do grupo de placebo e 11 no grupo que recebeu a vacina. As únicas pessoas que ficaram gravemente doentes – 30 participantes, incluindo um que morreu – receberam placebo.

“Esta análise primária positiva confirma a capacidade da nossa vacina de prevenir a Covid-19 com 94,1% de eficácia e, mais importante, a capacidade de prevenir a Covid-19 grave. Acreditamos que nossa vacina fornecerá uma ferramenta nova e poderosa que pode mudar o curso desta pandemia e ajudar a prevenir doenças graves, hospitalizações e morte ”, disse Stéphane Bancel, CEO da Moderna.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Mundo

Primeira remessa da vacina da Pfizer contra o coronavírus chega ao Reino Unido
Fiscalização de aglomerações e festas clandestinas é intensificada em Porto Alegre
Deixe seu comentário
Pode te interessar