Quarta-feira, 12 de Agosto de 2020

Porto Alegre
Porto Alegre
11°
Cloudy

Rio Grande do Sul No Rio Grande do Sul, 10 mil peças doadas para a Campanha do Agasalho vão passar por sanitização para eliminar vírus e bactérias

Compartilhe esta notícia:

Peças serão distribuídas para a população vulnerável e instituições beneficentes. (Foto: Divulgação/Defesa Civil)

Na segunda-feira (6), a partir das 8h30min, aproximadamente 10 mil peças de roupas doadas para a Campanha do Agasalho 2020 do governo do Rio Grande do Sul vão passar por um processo de sanitização com ozônio para eliminar vírus, fungos, bactérias e ácaros.

Em época de pandemia de Covid-19, a doença causada pelo novo coronavírus, as doações passam por um período de quarentena de 72 horas antes do manuseio e da triagem. A sanitização para controle microbiológico elimina a etapa da quarentena, o que possibilita a triagem e a entrega mais rápida das doações para prefeituras e instituições beneficentes por todo o Estado.

A empresa Alephox Technologies, da cidade de Garibaldi, vai realizar de forma gratuita a sanitização das peças recebidas na Central de Doações da Defesa Civil até a próxima segunda-feira (6).

O procedimento de controle microbiológico utiliza tecnologia de ponta para eliminar e impedir a proliferação de vírus, bactérias, fungos e ácaros. Não é prejudicial a humanos, animais ou ambiente, além de não deixar manchas ou odores.

A campanha

O slogan da Campanha do Agasalho deste ano – “Mais do que nunca, é tempo de solidariedade” – reforça a importância de ajudar a aquecer o inverno de quem mais precisa.

Lançada pelo governo do Estado há um mês, a Campanha do Agasalho incentiva a doação de roupas, calçados e cobertores. Assim como no ano passado, roupas infantis e cobertores são prioridade.

Print Friendly, PDF & Email

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Rio Grande do Sul

Saúde do Rio Grande do Sul registra 715 mortes por coronavírus no Estado e mais de 31,6 mil casos confirmados
Conclusão da reforma na Penitenciária Modulada Estadual de Osório duplica as vagas do semiaberto
Deixe seu comentário
Pode te interessar