Domingo, 25 de Outubro de 2020

Porto Alegre
Porto Alegre
21°
Cloudy

Mundo Nova Zelândia anuncia novo caso de coronavírus um dia após eleições

Compartilhe esta notícia:

Na Nova Zelândia, país de 5 milhões de habitantes, houve 25 mortes por coronavírus e a estratégia de seu governo foi elogiada pela OMS. Na foto, a primeira-ministra Jacinda Ardern

Foto: Reprodução/Portal Nova Zelândia
Na Nova Zelândia, país de 5 milhões de habitantes, houve 25 mortes por coronavírus e a estratégia de seu governo foi elogiada pela OMS. Na foto, a primeira-ministra Jacinda Ardern. (Foto: Reprodução/Portal Nova Zelândia)

A Nova Zelândia anunciou, neste domingo (18), a detecção de um novo caso de coronavírus, duas semanas depois de a primeira-ministra Jacinda Ardern afirmar que seu país “venceu o vírus de novo”.

A diretora-geral de Saúde, Ashley Bloomfield, informou que um funcionário do porto testou positivo para Covid-19 na tarde de sábado (17). “Como essa pessoa foi examinada no dia em que desenvolveu os sintomas, o Ministério da Saúde conseguiu isolar seus contatos”, disse Ashley.

O anúncio foi feito um dia após a vitória esmagadora do Partido Trabalhista de Ardern nas eleições gerais, em grande parte atribuída aos sucessos do governo no combate à pandemia. Antes da votação, Ardern – cujo partido ganhou 64 cadeiras em 120 no Parlamento – apelidou essas eleições de “eleições da covid”.

Na Nova Zelândia, país de 5 milhões de habitantes, houve 25 mortes por coronavírus e a estratégia de seu governo foi elogiada pela OMS (Organização Mundial da Saúde).

Tudo parece indicar que a primeira onda de coronavírus foi completamente interrompida no final de maio, graças a um confinamento nacional. Depois disso, o país registrou 102 dias sem detectar qualquer contágio local.

Em agosto, um novo surto epidêmico foi descoberto na maior cidade do país, o que levou as autoridades a ordenarem um novo confinamento em Auckland (1,5 milhão de habitantes) que durou três semanas, até o início de setembro.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Mundo

Empresa britânica quer infectar voluntários com coronavírus para testar vacina
Coronavírus sobrevive na pele cinco vezes mais que a gripe, diz estudo
Deixe seu comentário
Pode te interessar