Sábado, 05 de Dezembro de 2020

Porto Alegre
Porto Alegre
20°
Cloudy

Rio Grande do Sul “Novembro Azul”: campanha ressalta a prevenção do câncer de próstata, principal causa de mortes por tumor entre os homens gaúchos

Compartilhe esta notícia:

“A melhor idade para o cuidado é agora”, dizem especialistas. (Foto: EBC)

A fim de alertar a população masculina sobre a importância da prevenção ao câncer de próstata, a SES (Secretaria Estadual da Saúde) reforça no Rio Grande do Sul as ações da campanha internacional “Novembro Azul”, chamando a atenção para o diagnóstico precoce como melhor caminho para a cura da doença, principal causa de mortes por tumor entre a população masculina gaúcha.

Dados do Ministério da Saúde referentes ao período de 2014 a 2018 apontam que, para cada 100 mil homens brasileiros, foram registrados 20 óbitos por câncer de próstata e seis por câncer de boca.

O coordenador da Política de Saúde do Homem da SES, Carlos Antônio da Silva, enfatiza que o melhor remédio é a prevenção: “Cuidado e autocuidado são fatores de proteção, e a melhor idade para o cuidado é agora”. Ele salienta que o atendimento deve ser buscado nos serviços de saúde não apenas em novembro, mas em todos os meses.

A orientação do Inca (Instituto Nacional do Câncer) é de que a partir dos 45 anos sejam realizados exames preventivos para detecção do câncer de próstata – o Rio Grande do Sul tem mais de 1,7 milhão de homens nesta faixa etária.

O coordenador explica, ainda, que um dos fatores que dificultam o tratamento e a cura é o estágio avançado em que a doença é descoberta, considerando que os homens em geral não têm o hábito de realizarem consultas regulares.

A partir do diagnóstico precoce, podem ser tomadas as medidas profiláticas capazes de oferecer mais chances de sobrevida aos pacientes, ampliando o tempo e a qualidade de vida.

O diagnóstico precoce e completo dessa modalidade de neoplasia é realizado com um teste conhecido como PSA (Antígeno Prostático Específico), além de toque retal e biópsia. O acesso ao atendimento pelo SUS (Sistema Único de Saúde) pode ser feito nas UBS (Unidade Básica de Saúde) ou no programa ESF (Estratégia de Saúde da Família).

Diversos são os fatores que predispõem ao acometimento dos cânceres em geral, inclusive o de próstata: histórico familiar, características genéticas, idade, obesidade, sedentarismo, hábito de fumar, alimentação não saudável e exposição a agentes radiológicos e químicos, dentre outros.

Prevenção

– Praticar atividade física;

– Manter peso corporal adequado, evitar fumo e derivados do tabaco e consumo de bebidas alcoólicas;

– Providenciar a higienização íntima e observação do órgão genital;

– Usar de preservativo nas relações sexuais;

– Buscar avaliação médica periódica e avaliação médica específica na primeira percepção de sinais e sintomas suspeitos.

Novembro Azul

Criado em 2003, o “Novembro Azul” foi definido a partir do 17 de novembro, Dia Mundial de Combate ao Câncer de Próstata.

Neste ano, o Ministério da Saúde recomenda que o mês temático também seja destinado à conscientização sobre os riscos associados ao câncer de pênis, que representa hoje 2,1% de todas as neoplasias masculinas no Brasil.

A modalidade está associada à infecção pelo papilomavírus humano (HPV). De acordo com a pasta federal, a maior incidência dessa forma de câncer masculino tem sido verificada nas Regiões Norte, Nordeste e Centro-Oeste.

O “Novembro Azul” de 2020 também faz alusão a ações preventivas do câncer de boca. Conforme a estatística do Ministério, essa doença nos homens é mais comum após os 40 anos.

(Marcello Campos)

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Rio Grande do Sul

Uma nova decisão judicial determina que o prefeito de Porto Alegre seja ouvido no processo de impeachment contra ele na Câmara de Vereadores
Após um novo recorde de passageiros, a oferta de viagens de ônibus foi ampliada em Porto Alegre
Deixe seu comentário
Pode te interessar