Sexta-feira, 14 de Agosto de 2020

Porto Alegre
Porto Alegre
16°
Light Rain with Thunder

Capa – Caderno 1 O Brasil teve três presidentes da República no sábado

Compartilhe esta notícia:

Desde quinta-feira, o presidente em exercício foi Eunício Oliveira (PMDB-CE). (Foto: Reprodução)

Entre 11h e 14h15min desse sábado, Brasil teve três presidentes da República. O fato inusitado se deve às voltas do presidente Michel Temer e do presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ) ao Brasil, que devem acontecer quase de maneira simultânea. Desde quinta-feira, o presidente em exercício foi Eunício Oliveira (PMDB-CE), terceiro na linha sucessória presidencial por ser presidente do Senado.

Eunício assumiu em razão de compromissos oficiais de Maia, na Argentina, e de Temer, na Alemanha, em razão da reunião do G20. Maia e Temer retornaram ao País nesse sábado, em meio ao agravamento da crise política, às vésperas da apresentação do parecer da denúncia contra Temer na CCJ (Comissão de Constituição e Justiça).

O presidente da Câmara embarcou de Buenos Aires por volta das 11h15min. Como é o segundo na linha sucessória, ele assume automaticamente as funções de presidente em exercício ainda no ar, assim que entrar no espaço aéreo brasileiro, segundo advogados consultados.

No entanto, provavelmente quando desembarcar na capital federal, Maia já não será mais o presidente em exercício. Isso porque Temer, que embarcou às 7h25min da cidade alemã de Hamburgo, já estará no espaço aéreo brasileiro.

Chegada de Temer

Envolto em crise, o presidente Michel Temer retornou ao Brasil neste sábado, depois de viajar ao G20, na Alemanha. Temer deixou a cúpula antes do fim e disse, nesta sexta-feira, que não existe crise econômica no Brasil e que estava fazendo “voltar o desemprego”.  Segundo o Palácio do Planalto, a comitiva pousou em Brasília por volta das 19h.

Print Friendly, PDF & Email

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Capa – Caderno 1

Entenda o que é deflação e quando ela é um problema para a economia
Para o DEM, Michel Temer está “caindo de maduro” e conversas são inevitáveis
Deixe seu comentário
Pode te interessar