Terça-feira, 18 de Fevereiro de 2020

Porto Alegre
Porto Alegre
31°
Showers in the Vicinity

Brasil O ex-presidente do Supremo Joaquim Barbosa decide se filiar ao PSB e poderá disputar a Presidência da República

Partido reverteu resistências internas à candidatura do ex-ministro Joaquim Barbosa. (Foto: Reprodução)

O ex-ministro do STF (Supremo Tribunal Federal) Joaquim Barbosa decidiu que vai se filiar ao PSB até o dia 7 de abril e pode disputar a Presidência da República pela legenda. Este é o prazo final para que qualquer pessoa que pretenda concorrer nas eleições deste ano se filie a alguma sigla partidária.

A decisão foi comunicada ao presidente do Partido Socialista Brasileiro, Carlos Siqueira, e ao deputado federal Alessandro Molon (RJ) durante encontro realizado na manhã desta quinta-feira, em uma padaria de Brasília. No entanto, publicamente Siqueira é cauteloso: “Avançamos muito na reunião, mas para termos certeza da vinda dele ainda teremos que aguardar mesmo até o dia 7, até que esteja assinado”.

O PSB conseguiu reverter todas as resistências internas à filiação de Barbosa e ao lançamento de sua candidatura à Presidência. O ex-deputado Beto Albuquerque (RS) e o ex-ministro Aldo Rebelo já haviam entregado carta à direção se disponibilizando para concorrer ao Palácio do Planalto. Mas o clima de disputa já arrefeceu. Albuquerque deve concorrer ao Senado pelo Rio Grande do Sul e Rebelo demonstrou à cúpula partidária que não criará problemas caso Barbosa realmente queira concorrer ao governo federal.

Principal adversário do PT

O PT recebeu pesquisas e análises que apontam um nome como o mais perigoso para as pretensões eleitorais do partido em 2018: Joaquim Barbosa.

O ex-ministro do STF, que apareceria com quase 10% em alguns cenários traçados para a legenda, teria potencial de atrair parte do eleitorado petista, por sua história e perfil de centro-esquerda – ainda que tenha condenado líderes da agremiação no processo do mensalão.

As mesmas análises dizem que, depois de tudo o que aconteceu no Brasil, candidatos que seguem com o mesmo discurso, como Geraldo Alckmin (PSDB), Ciro Gomes (PDT) e Marina Silva (Rede) correriam o risco de “virar pó”.

Barbosa pode se filiar mesmo sem a garantia de ser candidato. Há um obstáculo: a legenda, em PE, quer se alinhar com o PT para evitar que Marília Arraes, neta de Miguel Arraes, se lance candidata pelo partido de Lula. Ela é considerada grave ameaça às pretensões do governador Paulo Câmara, candidato à reeleição.

Condenação

Em decisão unânime, o Tribunal de Justiça do Distrito Federal manteve, no mês de fevereiro, a condenação do ex-ministro Joaquim Barbosa. Os desembargadores analisaram um recurso do ex-presidente da Corte máxima contra a decisão que o obriga a indenizar o jornalista Felipe Recondo.

Em outubro de 2016, Joaquim Barbosa foi condenado, por 3 votos a 2, pela 4.ª Turma Cível do Tribunal, a pagar R$ 20 mil por danos morais.

Em 2013, quando era repórter do Estadão, Felipe Recondo foi chamado de “palhaço” por Joaquim Barbosa e ainda ouviu do então ministro que deveria “chafurdar no lixo”.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Brasil

Messi volta a treinar no Barcelona após desfalcar a Argentina
A Polícia Federal investiga uma reforma feita na casa de uma das filhas de Michel Temer. A suspeita é de que a obra serviu para encobrir pagamentos de propina ao presidente da República
Deixe seu comentário
Pode te interessar