Domingo, 29 de Março de 2020

Porto Alegre
Porto Alegre
23°
Fair

Notícias O Facebook promete explicar como escolhe o que é exibido no feed de notícias de cada usuário

O novo recurso mostrará aos usuários os dados que os conectam a um tipo específico de post. (Foto: Reprodução)

O Facebook vai explicar como decide quais postagens aparecem no feed de notícias de cada perfil, como parte de uma campanha para ser mais transparente e oferecer maior controle aos usuários.

O recurso “Por que estou vendo este post?”, lançado nesta ssemana, promete uma maior compreensão sobre as dezenas de milhares de dados usados pela rede social para classificar histórias, fotos e vídeos no feed de notícias, que é a base da plataforma.

“A coisa básica que essa ferramenta faz é permitir que as pessoas vejam por que estão vendo um post específico em seu feed de notícias, e isso ajuda a acessar as opções de ações que elas podem tomar se quiserem mudar isso”, disse John Hegeman, executivo responsável pelo feed de notícias da rede social.

O novo recurso mostrará aos usuários os dados que os conectam a um tipo específico de post. Por exemplo, que eles são amigos de quem postou e que deram mais likes em seus posts do que outros, comentaram com frequência neste tipo de postagem antes, ou que a postagem é popular entre usuários com os mesmos interesses.

Ele vai detalhar algumas das interações que levam o algoritmo a chegar à sua conclusão, porém não mostrará todos os milhares de dados que influenciam a decisão – que formam o misterioso algoritmo.

Sob desconfiança

Após uma série de escândalos de privacidade, o Facebook precisa reconquistar a confiança dos usuários, enquanto se prepara para lançar um único serviço de mensagens que combina os chats do Facebook, WhatsApp e Instagram, que pode torná-lo ainda mais importante para a comunicação.

O anúncio do novo recurso foi feito um dia depois do presidente-executivo e fundador da rede, Mark Zuckerberg, pedir mais regulação na internet.

“Nós tentamos nos concentrar nos dados que são mais importantes e desempenhar o papel principal no que faz com que as pessoas vejam um post ou não”, disse Hegeman. “Não achamos que isso vai resolver tudo sobre o tema da transparência, mas achamos que esse é um passo importante.”

Pedido polêmico

O CEO do Facebook, Mark Zuckerberg, pediu um “papel mais ativo” dos governos na regulação da internet e que mais países adotem regras para proteger a segurança como as da União Europeia (UE).

O Facebook e outros gigantes da internet resistiram durante muito tempo à intervenção governamental, mas a rede social mudou sua postura em meio aos crescentes pedidos de regulação.

“Acredito que necessitamos um papel mais ativo dos governos e dos reguladores”, escreveu Zuckerberg em uma coluna de opinião publicada no The Washington Post.

O pedido de Zuckerberg, no entanto, levanta muitas questões, como a de se as grandes plataformas on-line poderão lidar com desinformação e conteúdo abusivo mantendo-se, ao mesmo tempo, fiel à liberdade de expressão.

Os mais céticos dizem que o Facebook está ganhando tempo em meio a chamados a endurecer as regulações nos Estados Unidos e em outros países, que inclusive questionam se as grandes companhias tecnológicas devem manter sua imunidade ante o conteúdo publicado por seus usuários.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Notícias

A Procuradoria-Geral da República cria um sistema para monitorar acordos de delação premiada
Operador de propinas do PSDB declara um saldo de 137 milhões de reais em quatro contas na Suíça
Deixe seu comentário
Pode te interessar