Segunda-feira, 30 de Março de 2020

Porto Alegre
Porto Alegre
20°
Fair

Notícias Governo gaúcho lança programa para estimular inovação e empreendedorismo nas escolas do estado

Seduc promete R$ 10 milhões para a iniciativa ainda neste ano. (Foto: EBC)

A combinação de empreendedorismo, inovação, criatividade e ensino é a aposta de um novo programa do governo gaúcho, voltado para o setor escolar: o “Jovem RS – Conectado ao Futuro”, lançado nessa quarta-feira pela Seduc (Secretaria Estadual da Educação).

Trata-se de uma ação estratégica que define as ações de gestão pedagógica e de planejamento da pasta, em parceria com parques tecnológicos e universidades. A proposta é valorizar, apoiar e dar visibilidade e estímulo ao crescimento e ao protagonismo juvenil.

Para o governador Eduardo Leite, é fundamental que as escolas contribuam para que os alunos estejam mais adaptados às exigências do mundo atual: “A educação tem de estar sintonizada com os novos tempos, que exigem não só o conhecimento formal, mas habilidades e competências requisitadas nesse cenário de nova economia”.

Com apoio do Ministério da Educação, um total de R$ 10 milhões será repactuado neste ano para essa finalidade. O programa também é definido pelo Palácio Piratini como a maior incubadora de projetos na área pública do País, com parceiros do setor privado.

“Queremos potencializar projetos e vocações já existentes em cada uma das 2,5 mil escolas estaduais, responsáveis pelo ensino de quase 1 milhão de estudantes. Ao reconhecer a vocação de uma escola, deve ser conferido um selo que certificará a instituição como inovadora, empreendedora ou criativa, dando margem a novos projetos com tal ênfase.

O titular da Seduc, Faisal Karam, reforçou que o programa serve, também, como forma de motivação, procurando contribuir para que os alunos se mantenham em ambiente escolar:

“Temos distorções sérias de série e idade, provenientes da evasão escolar e da repetência, que refletem na questão pedagógica. Esse quadro fica mais grave quando o aluno vem fragilizado em termos de conhecimento e de motivação. O programa surge diante desse cenário, unindo esforços coletivos de entidades públicas e privadas em prol da educação”.

Até o final de 2019, 20% das 2,5 mil escolas da rede receberão selos que irão certificá-las como escolas criativas, inovadoras e empreendedoras. A meta para o ano que vem é contemplar 40% das escolas. Em 2021, mais 40% e até 2022 todas elas estarão certificadas.

A cerimônia de lançamento do “Jovem RS – Conectado com o Futuro” quebrou o protocolo ao ter como como mestre-de-cerimônias o estudante Yago Calabrese, 15 anos. O aluno da Escola Estadual de Ensino Médio Ernesto Alves de Oliveira, de Santa Cruz do Sul, foi apresentado pela Seduc um exemplo do perfil de aluno inovador e criativo que o programa pretende formar e incentivar.

Escola inovadora

Estimula os estudantes a desenvolver habilidades e competências que fomentem a inovação, o pensar e o fazer científico, usando recursos tecnológicos para produzir autoria. Prepara os estudantes para enfrentar os desafios do século 21 com criatividade, por meio de metodologias ativas, conteúdos virtuais, resolução de problemas e desafios, estabelecendo conexões e cooperações com os demais agentes do processo.

Escola criativa

Estimula os estudantes a desenvolver habilidades e competências sócio-emocionais, culturais e ambientais, por meio de metodologias ativas. Enfatiza a aprendizagem colaborativa dos estudantes, o sentimento de pertencimento e o reconhecimento de redes de interação, valorizando e respeitando as diferenças. A premissa básica é possibilitar que os estudantes encontrem espaços que permitam expressividade, escuta e acolhimento.

Escola empreendedora

Estimula os estudantes a desenvolver habilidades e competências que fomentem o protagonismo. Enfatiza a aprendizagem criativa e colaborativa, e a “mão na massa”, voltados para a inserção no mundo do trabalho e na cocriação de soluções dos próprios desafios e da comunidade.

(Marcello Campos)

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Notícias

Bolsonaro defende flexibilizar teto de gastos públicos
Saiba por que ressaca piora com idade
Deixe seu comentário
Pode te interessar