Sexta-feira, 29 de Maio de 2020

Porto Alegre
Porto Alegre
12°
Fair

Brasil O governo federal anunciou que pretende gastar 7 milhões de reais com a compra dos carros blindados para as famílias do presidente Bolsonaro e do general Hamilton Mourão

Compartilhe esta notícia:

Ideia é conceder um "incentivo" para que governadores e prefeitos topem incluir ICMS e ISS no Imposto sobre Valor Agregado federal. (Foto: EBC)

O Palácio do Planalto anunciou que pretende gastar R$ 7,1 milhões com a compra dos carros blindados para as famílias do presidente Jair Bolsonaro e do vice, o general Hamilton Mourão. O governo alegou urgência na aquisição. Entre as exigências para os veículos de luxo, estão suportes para armas letais, pneus à prova de bala e equipamentos monitoramento.

O pregão deve ser aberto em duas semanas para a aquisição de 39 automóveis. O preço de cada um deles será de R$ 270 mil, em média. Segundo a revista Época, o edital prevê modelos como Audi A6, Ford Fusion, Honda Accord ou ‘superiores’ como opções para o pregão.

A notícia repercutiu entre os internautas. Críticos questionam a compra dos blindados. O senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP) criticou a medida. “Enquanto sua única política de segurança pública é a distribuição de armas para todo mundo, o presidente pretende aumentar a sua segurança pessoal utilizando R$ 7,1 milhões do dinheiro do contribuinte na compra de carros de luxo blindados para sua família”, tuitou.

Governos anteriores

Esse tipo de investimento também ocorreu em governos anteriores. Em fevereiro de 2012, quando Dilma Rousseff ocupava a Presidência da República, o investimento de R$ 1,7 milhão para comprar 10 blindados também virou polêmica.

No ano passado, o então presidente Michel Temer também abriu licitação para gastar até R$ 5 milhões com blindados. Em novembro, houve novo edital. Desta vez, para adquirir 30 carros para o seu sucessor no cargo.

Dilma Rousseff

Em fevereiro de 2012, no primeiro mandato de Dilma Rousseff, o Gabinete de Segurança Institucional da Presidência da República desembolsou R$ 1,7 milhão para comprar 10 novos carros blindados. Os possantes, de motor V6 de 3.5 litros com potência de 289 cv, substituíram a frota presidencial. Em julho de 2016, reportagem da revista IstoÉ mostrou que Paula Rousseff, filha de Dilma, usava oito automóveis blindados com o marido e os filhos em Porto Alegre (RS).

Michel Temer

Em agosto do ano passado, o então presidente Michel Temer abriu licitação para gastar até R$ 5 milhões na compra de 30 carros de alto luxo. Cada um desses carros, que dispõem de blindagem reforçada, tinham custo estimado de R$ 228 mil. Os anos dos modelos dos carros serão 2018 e 2019. Em novembro, Temer abriu novo edital para a aquisição de 30 carros — entre eles, 12 blindados — por R$ 5,6 milhões, para o seu sucessor.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Brasil

Líderes europeus prestam solidariedade e elogios à primeira-ministra do Reino Unido
Namorada de Lula trabalha em empresa estatal e recebe salário de 17 mil reais mensais
Deixe seu comentário
Pode te interessar