Sábado, 19 de Setembro de 2020

Porto Alegre
Porto Alegre
14°
Cloudy

Esporte O Grêmio recebe o Fluminense neste domingo, pela primeira rodada do Brasileirão de 2020

Compartilhe esta notícia:

Tricolor finalizou os preparativos na manhã deste sábado. (Foto: Lucas Uebel/Grêmio)

O Grêmio finalizou na manhã passada os preparativos para a sua estreia no Campeonato Brasileiro de 2020, contra o Fluminense na Arena em Porto Alegre. A partida está marcada para as 19h deste domingo (9), fechando a primeira rodada de uma competição nacional que começa com atraso de aproximadamente quatro meses, devido à pandemia de coronavírus.

Realizado no centro de treinamentos Luiz Carvalho, a atividade começou com um “rachão” (trabalho técnico de dois-toques que costuma ser realizado na véspera das partidas do clube). Depois foi a vez de uma sessão com foco no aprimoramento de jogadas de bola parada.

Ausente nos últimos jogos do Gauchão por causa de dores musculares, o lateral-direito Victor Ferraz já está de volta às atividades com bola, mas a sua escalação só deve ser confirmada minutos antes do apito inicial. O meia Matheus Henrique também é dúvida, após ser substituído no intervalo do Grenal de quarta-feira passada.

Everton

Apesar do tradicional silêncio do técnico Renato Portaluppi sobre os atletas que começam o primeiro tempo dos jogos do Grêmio, dois nomes não estarão mais em campo com a camisa do Tricolor. Ambos são atacantes e têm passagens bastante diferentes pelo clube gaúcho.

O  primeiro é André, cuja rescisão de contrato (que tinha vigência até o dezembro de 2021) foi informada na sexta-feira pela direção do clube, pelo qual atuava desde março de 2018, em uma trajetória marcada pelo pouco aproveitamento e baixa produtividade: em 74 confrontos, ele marcou apenas 11 gols.

Prestes a completar 30 anos (em setembro), ele ainda não tem definido o seu próximo endereço de trabalho. Tratativas chegaram a ser realizadas com o Sport-PE e equipes dos Estados Unidos e México, sem êxito.

Já o outro é Éverton, 24 anos. Ídolo no Grêmio, onde chegou em 2014, ele foi negociado com o Benfica (Portugal), agora sob o comando do lusitano Jorge Jesus, ex-Flamengo – teria partido do “Mister” o pedido para contar com o atacante.

A saída de “Cebolinha” ainda não foi confirmada oficialmente, mas informações extraoficiais indicam que ele é aguardado até esta segunda-feira no novo clube, a fim de se submeter a exames e assinar a papelada, que prevê um vínculo longo, até 2025.

O Benfica deve desembolsar 20 milhões de euros (quase R$ 130 milhões) ao Grêmio, em três parcelas. Além disso, em eventuais negociações futuras o clube gaúcho terá direito a 15% dos direitos federativos do jogador.

Substituto de Neymar na Seleção Brasileira que conquistou em 2019 a Copa América, Everton vestiu a camisa tricolor em 274 ocasiões, estufando as redes adversárias por 69 vezes. Ele deixa Porto Alegre com um currículo vitorioso, coroado por seis títulos: Copa do Brasil (2016), Libertadores da América (2017), Recopa Sul-Americana (2018), Gauchão (2018 e 2019) e Recopa Gaúcha (2019).

(Marcello Campos)

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Esporte

Jogos e treinos de futebol profissional estão liberados em Porto Alegre
O Palmeiras supera o Corinthians nos pênaltis e é o campão paulista de 2020
Deixe seu comentário
Pode te interessar