Terça-feira, 01 de Dezembro de 2020

Porto Alegre
Porto Alegre
25°
Mostly Cloudy

Esporte O Grêmio venceu o Juventude por 1 a 0 em sua estreia na Copa do Brasil e tem vantagem para o jogo da volta

Compartilhe esta notícia:

O jogo de volta está marcado para a próxima quinta (5), no Alfedo Jaconi, em Caxias do Sul. (Foto: Lucas Uebel/Grêmio FBPA)

Na noite desta quinta-feira (29), na Arena, o Grêmio venceu o Juventude por 1 a 0, no jogo de ida válido pelas oitavas de final da Copa do Brasil. O único gol da partida foi marcado por Isaque na primeira etapa.

Com o resultado, o Tricolor construiu uma vantagem para a partida de volta, marcada para ocorrer na próxima quinta (5), no Estádio Alfredo Jaconi, em Caxias do Sul.

Primeiro tempo

A partida iniciou equilibrada e muito disputada no meio-campo. A primeira chegada ao ataque foi gremista e surgiu aos 3 minutos, com uma tabela entre Ferreira e Pepê, mas a defesa acabou cortando. Logo em seguida, foi a vez de Matheus Henrique abrir para Diogo Barbosa, na esquerda, que recebeu e cruzou, mas a bola bateu na rede, pelo lado de fora, depois de um desvio na marcação.

Já aos 8’, pela esquerda, o Juventude chegou com Dalberto, que recebeu e cruzou para Eltinho. A defesa tirou e logo ligou contra-ataque. E foi aí que o Tricolor teve efetividade em uma combinação com Isaque e Pepê. De pé em pé, a bola chegou aos atacantes – Pepê serviu Isaque, que deu um toque de cavadinha na saída do goleiro Marcelo Carné, colocando o Grêmio na frente no marcador.

Aos 11’, quase o segundo gol gremista. Desta vez, Diogo Barbosa fez um lançamento buscando Isaque, que tentou o escorar de cabeça para Pepê, mas o goleiro adversário saiu para afastar de soco. Quatro minutos depois, os visitantes tentaram com Capixaba, que recebeu na meia direita e finalizou – a bola desviou na marcação e saiu a escanteio. Na cobrança, Igor cruzou fechado, Vanderlei segurou, mas Wellington cometeu falta sobre o arqueiro gremista.

Com 19’, o Juventude trabalhou bem pela direita. Capixaba rolou para trás, Breno bateu forte, a bola explodiu na marcação e voltou para o atacante que abriu para Dalberto. De primeira, o atacante mandou a gol, mas pegou mal e chutou para fora, para sorte gremista.

Passados 24 minutos, o Grêmio chegou novamente com um cruzamento da esquerda, feito por Diogo Barbosa, mas Marcelo Carné afastou. A bola ainda ficou viva, mas a zaga conseguiu cortar. Cinco minutos depois, de longa distância, Capixaba arrematou, mas mandou à direita da meta defendida por Vanderlei.

O Grêmio tentou criar com Pepê, que fez uma grande jogada individual, foi a linha de fundo e chutou, mas a marcação fez o corte com Bareiro, com 33’ jogados. Em seguida, Ferreira fez um lindo lance, driblando um marcador e cruzou, mas a bola foi forte demais e ficou com o time da serra.

Outra chegada com perigo feita pelo Tricolor saiu novamente dos pés de Ferreira. Ele passou por dois marcadores e chutou, mas Carné saiu bem do gol e fez grande defesa, com 39 minutos disputados.

Segundo tempo

O Grêmio voltou igual para a etapa complementar e logo no primeiro minuto levou perigo. Pepê fez uma boa jogada no meio-campo, a bola ficou com Diogo Barbosa, que saiu em velocidade, foi quase a linha de fundo e cruzou, mas Eltinho cortou pela linha de fundo.

Com 7 minutos jogados, o Tricolor chegou com um lance de Ferreira pela direita. Ele acionou mais a frente Victor Ferraz, que foi a linha de fundo e tentou o cruzamento, mas a zaga cortou.

Já aos 15’, Ferreira foi acionado novamente na direita, tentou deslocar a marcação e cruzar, mas a defesa foi bem e bloqueou o atacante. Três minutos depois, o camisa 47 tentou com uma jogada individual, driblando um marcador e finalizando de fora da área, mas a bola saiu.

Aos 21’, depois de uma boa trama gremista, Matheus Henrique fez uma tabela com Pepê, mas não alcançou o último toque e a bola ficou com o goleiro da equipe do Ju.

Quase 30 minutos jogados, foi a vez de Geromel tentar lançar Thaciano, mas a bola saiu pela linha de fundo. Em seguida, Matheus tentou pifar Pepê já dentro da área, mas Marcelo Carné saiu do gol para defender.

Aos 35’, o Juventude teve uma grande chance, quando Rafael Silva fez um cruzamento preciso para Breno, livre, dentro da pequena área. O atacante pegou embaixo da bola e mandou por sobre a meta, perdendo a chance de empatar o jogo.

Na reta final, aos 42’, Eltinho cobrou uma falta, Vanderlei saiu para a defesa e a zaga completou, afastando. Nos acréscimos, Igor cobrou uma falta da intermediária, muito perigosa – a bola bateu na rede, pelo lado de fora.

Ficha técnica

Grêmio: Vanderlei, Victor Ferraz, Pedro Geromel, Kannemann, Diogo Barbosa, Lucas Silva (Everton), Matheus Henrique, Isaque (Jean Pyerre), Ferreira (Thaciano), Diego Souza e Pepê. Técnico: Renato Portaluppi.

Juventude: Marcelo Carné, Igor, Wellington, Bareiro, Eltinho, João Paulo, Gustavo Bochecha (Marciel), Wagner (Capixaba), Renato Cajá (Rafael Silva), Dalberto (Gabriel Bispo) e Breno Lopes. Técnico: Pintado.

Arbitragem: Anderson Daronco (Fifa-RS), auxiliado por Rafael da Silva Alves (Fifa-RS) e Miguel Cataneo Ribeiro da Costa (SP).

VAR (árbitro de vídeo): Rodrigo Guarizo Ferreira do Amaral (SP).

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Esporte

Grêmio estreia na Copa do Brasil diante do Juventude; acompanhe
Renato define vitória sobre Juventude como “placar magro”, mas exalta vantagem conquistada
Deixe seu comentário
Pode te interessar