Quinta-feira, 28 de Janeiro de 2021

Porto Alegre
Porto Alegre
22°
Cloudy

Esporte O Paris Saint-Germain chega ao 12º caso de coronavírus entre seus jogadores

Compartilhe esta notícia:

Assim como diversos clubes, o Paris Saint-Germain vem sofrendo com a Covid-19. (Foto: Reprodução)

Assim como diversos clubes, o Paris Saint-Germain (PSG) vem sofrendo com a Covid-19. Nesta semana, mais um jogador do time francês foi diagnosticado com a doença: Colin Dagba.

Depois de Thilo Kehrer, foi a vez de o lateral-direito testar positivo e se isolar das atividades com a equipe. Ele foi o 12º jogador a contrair a doença. Outra baixa também do retorno das férias de inverno foi o brasileiro Rafinha.

Em agosto do ano passado, o PSG teve seis atletas infectados: Neymar, Di María, Navas, Icardi, Marquinhos e Paredes. A partir disso, outros três testaram positivo dias depois. Em setembro, Herrera, Letellier e Mbappé foram os nomes.

Com a última leva, Rafinha, Kehrer e Dagba completaram o grupo de 12 jogadores que já tiveram contato com a COVID-19.

Danilo Pereira, que esteve com Cristiano Ronaldo na seleção portuguesa quando o astro testou positivo, ficou afastado das atividades por precaução. No entanto, ele escapou e testou negativo para o coronavírus.

O goleiro Sergio Rico teria se infectado no início do primeiro confinamento, segundo sua esposa Alba Silva.

“Ainda estamos negativos e temos anticorpos. O médico disse que não tínhamos chance de pegar o vírus novamente ou de infectar alguém”, disse a companheira do atleta, em setembro.

Título

O Paris Saint-Germain conquistou seu primeiro título em 2021 nesta quarta (13). Os comandados por Mauricio Pochettino venceram o Olympique de Marselha por 2 a 1 e faturaram a Supercopa da França. Autor do gol do título, Neymar provocou nas redes sociais após a partida.

O craque brasileiro utilizou a sua conta no Twitter para alfinetar o zagueiro Álvaro González. Neymar fez referência à frase utilizada por Mário Junior, fenômeno da rede social TikTok e escreveu: ‘Roi, Álvaro, né?’.

Em setembro de 2020, na vitória em cima do Olympique por 1 a 0 pela Ligue 1, Neymar foi expulso após confusão com o zagueiro espanhol. Na ocasião, o brasileiro acusou Álvaro González de tê-lo chamado de ‘macaco filho da p*&%’.

“O VAR pegar a minha ‘agressão’ é mole… Agora eu quero ver pegar a imagem do racista me chamando de ‘MONO HIJO DE P*’ (macaco filha da p*)… Isso eu quero ver!”, escreveu Neymar em suas redes sociais na época.

Neymar voltou a campo nesta quarta. O brasileiro não atuava pelo PSG desde dezembro de 2020, na derrota para o Lyon por 1 a 0.

Agora, o PSG volta a campo neste sábado (16) para encarar o Angers, fora de casa, às 17h. O time da capital francesa tem 39 pontos e está a um do líder Lyon.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Esporte

Participante de regata de “volta ao mundo solitário” abandona prova a 1000 milhas do RS
CBF define em sorteio o mando de campo para as finais da Copa do Brasil
Deixe seu comentário
Pode te interessar