Sábado, 31 de Outubro de 2020

Porto Alegre
Porto Alegre
17°
Fair

Rio Grande do Sul O Rio Grande do Sul registra quase 178 mil testes positivos de coronavírus. Casos fatais totalizam 4.472

Compartilhe esta notícia:

Uma das vítimas mais do novo relatório tinha 105 anos. (Foto: Divulgação/PMPA)

Na tarde desta terça-feira (22), o mais recente boletim epidemiológico da Secretaria de Saúde acrescentou 2.251 casos confirmados e 63 novas mortes por coronavírus no Rio Grande do Sul. O Estado agora acumula 177.485 testes positivos e 4.472 mortes pela doença. Já os recuperados totalizam 162.695 (92%).

Porto Alegre lidera a estatística da pandemia no Rio Grande do Sul, tanto em contingente de infectados (24.616) quanto em falecimentos causados pela Covid (946).

A lista a seguir detalha as mortes mais recentes, ordenadas por município de residência da vítima e que também menciona o gênero (feminino ou masculino) e a idade.

Dentre as perdas humanas está o de um homem de 105 anos, até agora um dos gaúchos mais idosos a não resistirem à infecção. Além dele, o Estado já registrou os óbitos de outro paciente com a mesma idade. O recorde até agora é o de uma mulher de 107 anos.

– Alvorada (mulher, 49 anos)

– Alvorada (mulher, 73 anos)

– Barra do Ribeiro (homem, 71 anos)

– Caçapava do Sul (homem, 75 anos)

– Cachoeirinha (mulher, 84 anos)

– Campo Bom (homem, 70 anos)

– Campo Novo (homem, 74 anos)

– Candelária (homem, 86 anos)

– Canoas (homem, 69 anos)

– Canoas (homem, 65 anos)

– Canoas (homem, 84 anos)

– Caxias do Sul (mulher, 38 anos)

– Caxias do Sul (homem, 69 anos)

– Caxias do Sul (homem, 72 anos)

– Charqueadas (homem, 71 anos)

– Colorado (mulher, 76 anos)

– Cristal (mulher, 82 anos)

– Eldorado do Sul (homem, 74 anos)

– Encantado (homem, 89 anos)

– Entre Rios do Sul (homem, 81 anos)

– Esteio (mulher, 91 anos)

– Estrela (homem, 80 anos)

– General Câmara (mulher, 87 anos)

– Guaíba (homem, 71 anos)

– Ibiraiaras (homem, 75 anos)

– Montenegro (mulher, 86 anos)

– Novo Hamburgo (homem, 29 anos)

– Novo Hamburgo (mulher, 28 anos)

– Novo Hamburgo (homem, 63 anos)

– Novo Hamburgo (homem, 76 anos)

– Novo Hamburgo (mulher, 42 anos)

– Osório (mulher, 40)

– Passo Fundo (homem, 35 anos)

– Pelotas (homem, 65 anos)

– Pelotas (mulher, 46 anos)

– Porto Alegre (mulher, 79 anos)

– Porto Alegre (mulher, 70 anos)

– Porto Alegre (mulher, 73 anos)

– Porto Alegre (mulher, 64 anos)

– Porto Alegre (homem, 81 anos)

– Porto Alegre (mulher, 81 anos)

– Porto Alegre (mulher, 54 anos)

– Porto Alegre (homem, 74 anos)

– Porto Alegre (mulher, 49 anos)

– Porto Alegre (homem, 68 anos)

– Porto Alegre (mulher, 85 anos)

– Porto Alegre (mulher, 43 anos)

– Porto Alegre (homem, 81 anos)

– Porto Alegre (mulher, 77 anos)

– Porto Alegre (homem, 63 anos)

– Porto Alegre (homem, 88 anos)

– Porto Alegre (homem, 63 anos)

– Porto Alegre (homem, 94 anos)

– Porto Alegre (mulher, 86 anos)

– Porto Alegre (mulher, 83 anos)

– Rio Grande (homem, 71 anos)

– Santa Cruz do Sul (homem, 105 anos)

– Santa Maria (homem, 71 anos)

– Santa Rosa (homem, 73 anos)

– São Leopoldo (homem, 72 anos)

– Tapes (homem, 76 anos)

– Taquara (mulher, 93 anos)

– Tramandaí (homem, 58 anos)

Novo equipamento

O Lecen (Laboratório Central) do Estado conta, desde a última semana, com um novo equipamento para os exames de biologia molecular que fazem a detecção do coronavírus. Por meio de um comodato com o Ministério da Saúde, o Estado possui agora um extrator automatizado, que substitui parte do processo antes realizado de forma manual.

Com isso, a unidade busca ter mais qualidade a agilidade na liberação das cerca de 400 análises feitas todos os dias. Atualmente, 95% das amostras recebidas no laboratório têm resultados em até três dias após a chegada da amostra em Porto Alegre. Já são aproximadamente 60 mil testes realizados no local desde o início da pandemia.

O extrator é utilizado numas das etapas iniciais da testagem das amostras das secreções de vias aéreas de casos suspeitos que o Lacen recebe. Esse material biológico é preparado e levado ao aparelho para que ali seja extraído o material genético (RNA) do vírus dessas amostras.

(Marcello Campos)

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Rio Grande do Sul

Petrobras aumenta em 4% o preço da gasolina nas refinarias
O número de multas e de focos de queimadas no Mato Grosso do Sul já superam os de 2019
Deixe seu comentário
Pode te interessar