Segunda-feira, 17 de Fevereiro de 2020

Porto Alegre
Porto Alegre
26°
Partly Cloudy

Esporte O técnico da Argentina confirma Lionel Messi na Copa América

Por causa de uma lesão, Messi está fora do amistoso da Argentina contra Marrocos nesta terça. (Foto: Reprodução)

Fora do amistoso da Argentina contra Marrocos nesta terça-feira (26), Lionel Messi vai estar na Copa América. Quem garantiu foi seu xará, Lionel Scaloni, técnico da seleção albiceleste.

“Leo vai estar na Copa América. Já tenho 80% da lista, faltam três ou quatro posições que precisamos ver”, afirmou Scaloni em declarações ao diário “Olé”.

No último sábado, Lionel Messi voltou a defender a seleção argentina pela primeira vez após a disputa da Copa do Mundo de 2018. No entanto, seu retorno não foi nada bacana: derrota de 3 a 1 para a Venezuela e uma lesão no púbis que o tirou do jogo contra Marrocos.

Lionel Scaloni aproveitou também para dizer que a seleção argentina está trabalhando contra a “Messidependência”. “Sabemos muito bem que em um futuro teremos que trabalhar para que isso (“messidependência”) não aconteça. Que cada jogador não se sinta atraído por Leo sempre e que sintam ele como mais um, que vai nos ajudar a ganhar uma partida”, afirmou Scaloni.

O jogo

O técnico Scaloni admitiu nesta segunda-feira, em Tânger, no Marrocos, estar ciente de que a seleção da Argentina “deve melhorar a sua imagem” após a derrota por 3 a 1 diante da Venezuela. O péssimo resultado obtido no amistoso da última sexta-feira, em Madri, foi o principal assunto nesta segunda, na véspera do jogo contra Marrocos. “Um jogo não muda a perspectiva”, disse o treinador, antes de especificar que continuará sendo seu foco a Copa América a ser disputada no Brasil entre os dias 14 de junho e 7 de julho.

Scaloni defendeu os seus jogadores e afirmou que pode fazer testes com jogadores jovens como Acuña, Montiel e Paredes. O treinador não se abalou com as fortes críticas após a derrota frente aos venezuelanos. “O treinador está sempre em avaliação”.

O técnico também comentou o retorno de Lionel Messi à seleção e reconheceu que talvez não tenha sido o melhor momento. “O certo seria Messi retornar a uma seleção consolidada e bem armada. Nós achamos que poderia ser o melhor momento, mas não correu bem e temos tempo para corrigir”, afirmou.

Quanto ao jogo desta terça-feira, o treinador fez elogios ao time marroquino, principalmente pela atuação na Copa do Mundo da Rússia. “Trata-se de um jogo muito, muito difícil. Para nós é um bom teste, o último antes da Copa América”. No Mundial, Marrocos perdeu para Irã e Portugal (ambos por 1 a 0) e empatou com a Espanha (2 a 2).

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Esporte

Simona Halep bate Venus Williams e vai às quartas de final em Miami
O Grêmio inaugurou a estátua de Renato Portaluppi
Deixe seu comentário
Pode te interessar