Terça-feira, 28 de Janeiro de 2020

Porto Alegre
Porto Alegre
26°
Mostly Cloudy

Capa – Caderno 1 Operação Renitência cumpre mandados contra homicídios e tráfico de drogas na Vila Nazaré

(Foto: Divulgação/Polícia Civil)

A Polícia Civil deflagrou na manhã desta quinta-feira (22) a Operação Renitência, que combate crimes de homicídio e tráfico de drogas na Vila Nazaré, em Porto Alegre. Ao todo, 70 policiais cumpriram 13 mandados de busca e apreensão e seis de prisão preventiva. O trabalho foi uma iniciativa do Departamento de Homicídios e do Departamento Estadual de Investigações do Narcotráfico (Denarc).

Ao todo, cinco pessoas foram presas nessa manhã. Dessas, três foram detidas em flagrante e duas foram devido aos mandados de prisão. Outras quatro pessoas seguem foragidas. Arma, drogas, balança de precisão e dinheiro também foram apreendidos. A polícia também fez a utilização de retroescavadeiras para procurar por drogas no local.

A operação teve origem durante a investigação de um duplo homicídio ocorrido no interior da vila há cerca de um ano, em agosto de 2018. Na ocasião, dois irmãos foram atingidos por mais de 100 disparos de arma de fogo em plena luz do dia. Eles estariam vendendo drogas sem prestar contas aos chefes do tráfico.

Na época, embora tenha havido testemunhas, os policiais não conseguiram chegar aos mandantes das execuções pois a população não comentou sobre o caso por medo de represálias dos traficantes. No entanto, com a operação de hoje, a polícia acredita ter coletado provas suficientes contra os matadores e o mandante do crime.

As investigações apontam Neri José Soares, conhecido como o Barão da Maconha, como o líder do tráfico na região. Ele foi preso no Paraguai em 2017, porém, acabou solto menos de um ano depois. A polícia acredita que ele esteja foragido no país vizinho novamente, por isso não o encontrou nessa manhã. Os criminosos que provavelmente executaram os irmãos e atualmente lideram o tráfico em Vila Nazaré – Clóvis Roberto Oliveira da Silveira, conhecido como Tovi, e Claudemir da Silveira, conhecido como Zeca – também não foram localizados durante a operação.

Voltar Todas de Capa – Caderno 1

Compartilhe esta notícia:

Bolsonaro volta a enfatizar autonomia para escolher chefia da PF
Luísa Sonza lança clipe de “Fazendo Assim”
Deixe seu comentário
Pode te interessar