Terça-feira, 27 de Outubro de 2020

Porto Alegre
Porto Alegre
15°
Cloudy

Esporte Os clubes do Campeonato Inglês temem ter que jogar com portões fechados até novembro

Compartilhe esta notícia:

Nas últimas semanas, os casos do novo coronavírus cresceram no Reino Unido. (Foto: Reprodução)

Os clubes do Campeonato Inglês temem ter que jogar com portões fechados até novembro, enquanto o governo britânico tenta evitar uma segunda onda da Covid-19. Apesar da data prevista para a volta do público com segurança aos estádios estar marcada para o dia 1º de outubro, o adiamento parece cada vez mais provável com o passar dos dias.

Nas últimas semanas, os casos do novo coronavírus cresceram no Reino Unido, o que preocupou o primeiro-ministro Boris Johnson. Sofrendo críticas, o maior nome do governo britânico tenta impor medidas mais restritivas em algumas regiões do país. O futebol não escapa disso, apesar da pressão das equipes para comportar até 30% da capacidade das arenas com os fãs.

Oito partidas de divisões inferiores da Inglaterra irão garantir a presença de até mil torcedores dentro dos estádios, embora haja muita preocupação. O objetivo do órgão que regula o futebol inglês é convencer o governo de que os duelos podem ser realizados com segurança e a situação segue indefinida, principalmente para os times da Premier League.

Melhores da Champions

A Uefa divulgou nesta quinta-feira os candidatos aos prêmios de melhor jogador por posição da última Liga dos Campeões. A confederação europeia vai anunciar os vencedores nas categorias goleiro, defensor, meio-campista e atacante no dia 1º de outubro. Chama a atenção o fato de Cristiano Ronaldo e Lionel Messi terem ficado fora da lista. Por outro lado, Neymar está na disputa.

Campeão da Champions, o Bayern de Munique é o time com o maior número de representantes: sete no total. O vice Paris Saint-Germain emplacou três nomes na disputa. Os outros dois “intrusos” são do Atlético do Madrid e Manchester City.

Os concorrentes na posição de goleiro são: Jan Oblak, do Atlético de Madrid; Manuel Neuer, do Bayern de Munique; e Keylor Navas, do Paris Saint-Germain. Entre os três, o menos vazado foi Navas, com apenas seis gols sofridos. Mas Neuer foi quem mais teve jogos sem ser vazado (seis).

Na categoria “defensor”, domínio do Bayern. Foram escolhidos o lateral-direito Joshua Kimmich, o lateral-esquerdo Alphonso Davies e o zagueiro David Alaba. Kimmich foi quem mais partidas disputou (11), mais gols fez (dois), e mais assistências deu (três).

A briga promete ser ferrenha para o título de melhor meio-campista da última Champions. Os candidatos são Thiago Alcântara e Thomas Müller, do Bayern de Munique, e Kevin De Bruyne, do Manchester City. O alemão tem os números mais significativos: mais jogos (10), mais gols (quatro) e mais assistências (três).

Será que a dupla do PSG, formada por Neymar e Kylian Mbappé, vai conseguir tirar de Robert Lewandowski o prêmio de melhor atacante? Os números do polonês impressionam: em 10 jogos, foram 15 gols e seis assistências pelo Bayern. Neymar teve três gols e quatro assistências. Mbappé teve cinco gols e cinco assistências.

O júri foi formado com os técnicos dos 32 clubes que disputaram a fase de grupos da Liga dos Campeões, somados a 55 jornalistas (um para cada associação nacional da Uefa). Os treinadores foram impedidos de votar nos atletas de suas próprias equipes. Os jurados deveriam escolher seu top 3 para cada posição, com o primeiro levando cinco pontos, o segundo três, e o terceiro apenas um.

Os vencedores de cada categoria já foram definidos na votação. O anúncio dos ganhadores será realizado em 1º de outubro, mesmo dia do sorteio da fase de grupos da Champions da temporada 2020/21.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Esporte

Messi e Cristiano Ronaldo ficam de fora da lista para os melhores da Liga dos Campeões; Neymar está na briga
Renato resume a derrota do Grêmio para a Universidad Católica como a “pior atuação deste ano”
Deixe seu comentário
Pode te interessar