Segunda-feira, 30 de Março de 2020

Porto Alegre
Porto Alegre
21°
Fair

Notícias Os próximos dias devem ser de temperaturas amenas na maior parte do Rio Grande do Sul, com chuvas em áreas isoladas

Já entre segunda e quarta-feira, termômetros voltarão a registrar calor acima de 30°C. (Foto: Cesar Lopes/PMPA)

A semana que vem continuará com temperaturas amenas e sem chuva na maior parte do Rio Grande do Sul. Essa é a projeção do mais recente relatório oficial da Seapdr (Secretaria da Agricultura, Pecuária e Desenvolvimento Rural), elaborado em conjunto com a Emater (Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural) e o Irga (Instituto Riograndense do Arroz).

Por causa da presença de uma massa de ar seco até este domingo, o tempo se mantém firme, com grande amplitude térmica em todo o território gaúcho. As temperaturas estarão mais baixas durante a noite e a madrugada, com valores inferiores a 10°C em algumas regiões do Estado.

A exceção deve ficar por conta do Litoral Norte, Planalto e Serra do Nordeste, onde poderão ocorrer pancadas isoladas de chuva no decorrer do dia.

Já entre a segunda e a quarta-feira, o ingresso de uma massa de ar quente e úmido favorecerá a elevação das temperaturas, com  termômetros voltando a registrar valores acima de 30°C. Somente nas faixas Norte e Nordeste do Rio Grande do Sul há possibilidade de pancadas de chuva, de forma isolada.

Os totais previstos de chuva deverão oscilar entre 10 e 20 milímetros no Planalto, Serra do Nordeste e na Região Metropolitana de Porto Alegre. Nos Campos de Cima da Serra e no Litoral Norte, por sua vez, os índices deverão passar de 30 milímetros. Para as demais Regiões gaúchas, não estão previstos volumes significativos. Na Campanha, Fronteira Oeste e na Zona Sul, o tempo permanecerá seco.

Agricultura

O Rio Grande do Sul tem 50% da área de milho e 2% da área de soja colhidos até esta semana. De acordo com os técnicos da Emater, as lavouras do cereal apresentam bons resultados tanto na produtividade quanto na qualidade. “As lavouras localizadas no Estado se encontram 7% em germinação e desenvolvimento vegetativo, 8% em floração, 18% em enchimento de grãos e 17% maduro, pronto para colher”, frisou a empresa.

No caso da soja, ao menos 4% da área plantada está em fase de desenvolvimento vegetativo, 19% em floração, 59% na fase de enchimento de grãos e 16% já maduro. Ainda na avaliação da Emater, as lavouras de arroz se beneficiaram das temperaturas mais altas e da elevada taxa de radiação solar.

De acordo com especialistas, tais fatores indicam um bom rendimento na ocasião da colheita. A fase é de germinação e desenvolvimento vegetativo em 4% da área com a cultura, ao passo que 28% é de floração, 37% de enchimento de grãos, 26% de maturação e 5% já foram colhidos.

(Marcello Campos)

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Notícias

O Comando Rodoviário da Brigada Militar registrou no carnaval mais de 8 mil infrações por excesso de velocidade nas estradas estaduais gaúchas
O Hospital de Clínicas de Porto Alegre garante que está preparado para receber eventuais pacientes infectados pelo coronavírus
Deixe seu comentário
Pode te interessar