Quarta-feira, 08 de Julho de 2020

Porto Alegre
Porto Alegre
14°
Cloudy

CAD1 Os sinais de uma negociação entre os Estados Unidos e a China impulsionaram os índices acionários europeus

Compartilhe esta notícia:

Marinhas dos dois países realizam manobras na região, que é alvo de disputas territoriais. (Foto: Reprodução)

Os principais índices acionários europeus avançaram nesta terça-feira (27) em meio a sinais de negociação entre Pequim e Washington, enquanto o supermercado francês Casino foi impulsionado por uma parceria de entrega de mantimentos com a Amazon.

O índice FTSEurofirst 300 subiu 1,24 por cento, a 1.438 pontos, enquanto o índice pan-europeu STOXX 600 ganhou 1,21 por cento, a 368 pontos, registrando o melhor dia em seis semanas.

Os mercados europeus acompanharam a forte recuperação em Wall Street pelo segundo dia após notícias de que os Estados Unidos e a China estão negociando para evitar uma guerra comercial.

Isso marcou uma forte recuperação em relação aos dias anteriores, em um sinal de que a volatilidade está retornando aos mercados de ações.
“A volatilidade que estamos vendo nos mercados reflete aqueles que inicialmente temiam as manchetes, e aqueles que vêem oportunidades dentro disso”, disse Chris Dyer, diretor de ações da Eaton Vance.

“O que vemos na Europa é que as valorizações são menores, enquanto a oportunidade de expansão de margem é mais significativa”, disse ele, acrescentando que há uma “dispersão razoável” entre as avaliações europeias e norte-americanas.

Os setores de automóveis, produtos químicos, tecnologia e recursos básicos lideraram os ganhos depois de terem sofrido mais com receios de aumento do protecionismo.

As ações do Casino subiram 3,7 por cento depois que sua rede de supermercados Monoprix anunciou que começaria a vender seus produtos para clientes parisienses através do serviço Prime Now da Amazon este ano.

Em Londres (Reino Unido), o índice Financial Times avançou 1,61 por cento, aos 6.999 pontos; em Frankfurt (Alemanha), o índice DAX subiu 1,56 por cento, aos 11.970 pontos; em Paris (França), o índice CAC-40 ganhou 0,98 por cento, aos 5.115 pontos; em Milão (Itália), o índice Ftse/Mib teve valorização de 0,90 por cento, aos 22.209 pontos; em Madri (Espanha), o índice Ibex-35 registrou alta de 0,99 por cento, aos 9.473 pontos; e em Lisboa (Portugal), o índice PSI20 valorizou-se 1,04 por cento, aos 5.375 pontos.

Fim da intimidação

A China pediu nesta segunda-feira (26) aos Estados Unidos o fim da “intimidação econômica”, depois que o presidente Donald Trump anunciou novas tarifas de importação, em uma declaração da porta-voz do ministério chinês das Relações Exteriores, Hua Chunying.

Na quinta-feira (22), o presidente norte-americano anunciou tarifas de importação para produtos chineses, uma medida que segundo o vice-presidente Mike Pence acaba com a “era da rendição econômica”.

Em reposta a este comentário, a porta-voz chinesa afirmou na segunda que “teria sido mais apropriado dizer que é o momento de acabar com a intimidação e a hegemonia econômica dos Estados Unidos”. “Nossa porta sempre está aberta ao diálogo e à consulta”, completou, no entanto, a porta-voz do ministério chinês.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de CAD1

Depois da fala do juiz Sérgio Moro, cresce o apoio de deputados a PEC sobre a prisão após segunda instância
A procuradora-geral da República disse que Aécio Neves usou seu cargo para “objetivos espúrios” e acusa o senador de “vilipendiar de forma decisiva o escopo do mandato eletivo”
Deixe seu comentário
Pode te interessar