Quarta-feira, 24 de julho de 2024

Porto Alegre

CADASTRE-SE E RECEBA NOSSA NEWSLETTER

Receba gratuitamente as principais notícias do dia no seu E-mail ou WhatsApp.
cadastre-se aqui

RECEBA NOSSA NEWSLETTER
GRATUITAMENTE

cadastre-se aqui

Bruno Laux Panorama Político

Compartilhe esta notícia:

Esta coluna reflete a opinião de quem a assina e não do Jornal O Sul. O Jornal O Sul adota os princípios editorias de pluralismo, apartidarismo, jornalismo crítico e independência.

Assunto arriscado

O líder do governo na Câmara, deputado José Guimarães (PT-CE), quer que o Planalto mantenha distância do debate sobre a inclusão do setor de armas de fogo na lista de produtos impactados pelo “imposto do pecado”. A avaliação é que a medida, rejeitada por parlamentares do PL, pode ampliar a polarização política e prejudicar a discussão da regulamentação da reforma tributária.

Mau gosto

Ao comentar sobre a ausência de Javier Milei na reunião do Mercosul nesta semana, o vice-presidente Geraldo Alckmin afirmou que o “mau gosto” do chefe argentino “é assunto dele”. Para o número dois do Planalto, a falta do presidente do país vizinho no evento não afeta as relações argentinas de Estado com o Brasil.

Segurança brasileira

Mesmo com os desafetos entre Milei e o atual governo brasileiro, a Polícia Federal participou no último final de semana da organização do esquema de segurança do líder argentino em visita ao Brasil. Agentes e veículos da corporação acompanharam o chefe de Estado do país vizinho em Balneário Camboriú (SC), onde participou de um evento conservador.

Combate à exploração

O ministro Silvio Almeida, dos Direitos Humanos, adiantou que o governo pode lançar nos próximos meses um plano nacional para o “combate sistemático” à exploração sexual de crianças. O anúncio ocorre na esteira das diligências do Senado no Arquipélago do Marajó, no norte do país, onde há diversos relatos de violência contra crianças.

Ausência confirmada

Bolsonaristas estão organizando uma manifestação para o próximo domingo, na Avenida Paulista, contra uma suposta perseguição do STF. Apesar da mobilização dos organizadores, o ex-presidente Jair Bolsonaro e diversas lideranças de seu entorno não devem comparecer ao evento.

Cautela e prudência

O presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (PSD-MG), defende “cautela e prudência” no debate sobre a autonomia do Banco Central. Apesar de reconhecer as críticas do presidente Lula à autarquia, o parlamentar sugere discussões sobre o órgão em um ambiente de divergência respeitosa e civilizada.

Socorro ao RS

Os senadores podem votar na próxima semana uma série de projetos relacionados ao socorro para o RS após a recente catástrofe climática. A comissão temporária da Casa que segue acompanhando a situação do estado será responsável por definir as propostas prioritárias que entrarão na pauta de votação.

Empréstimo para Rio Grande

A Comissão de Assuntos Econômicos do Senado validou nesta terça-feira a designação da União como garantidor para um empréstimo de 58,6 milhões de euros para a cidade de Rio Grande (RS). A operação de crédito, articulada junto à Agência Francesa de Desenvolvimento, deve financiar o Programa de Desenvolvimento Municipal Integrado e Sustentável no município.

Sucessor indicado

O governo federal formalizou nesta terça-feira a indicação de Guilherme Campos para o comando da Secretaria de Política Agrícola do Ministério da Agricultura. O ex-deputado assume o posto anteriormente ocupado por Neri Geller, que foi demitido do cargo após as repercussões negativas no entorno dos leilões da Conab para compra de arroz.

Ausência no debate

Para o senador Fabiano Contarato (PT-ES), o governo federal deve se envolver mais na articulação de pautas relacionadas a temas de segurança pública e de costumes. O parlamentar avalia que o afastamento do Executivo de assuntos do gênero abre espaço para a oposição dominar o debate público.

Votação postergada

O Senado deve deixar para agosto a votação do projeto de regulamentação dos cigarros eletrônicos no Brasil. O texto seria analisado nesta semana na Comissão de Assuntos Econômicos, mas foi alvo de pedido de vistas coletivas e consequente adiamento.

Votação postergada II

Os senadores adiaram também nesta semana a votação do projeto de lei que regulamenta a Inteligência Artificial na comissão especial criada para analisar o tema. Apesar da prorrogação, a expectativa do presidente da Casa, Rodrigo Pacheco (PSD-MG), é de que o tema seja votado antes do recesso parlamentar.

Recuperação cultural

A Unesco lança nesta quarta-feira uma missão internacional de emergência que percorrerá diversas instituições culturais do RS para avaliar os danos causados aos bens culturais e arquivos na recente catástrofe climática. Realizada em conjunto com a Secretaria Estadual da Cultura e o governo federal, a ação deve auxiliar também na recuperação dos acervos e coleções atingidos pela enchente.

Serviço agregado

O Whatsapp do serviço 156, da prefeitura de Porto Alegre, passou a contar com um novo submenu para registrar demandas de limpeza de áreas atingidas pela enchente de maio. Através do canal, cidadãos da capital gaúcha podem solicitar a retirada de entulhos e lixos gerados em razão da enchente.

Benefícios tributários

O Executivo de Porto Alegre enviou à Câmara Municipal um Projeto de Lei Complementar que propõe medidas tributárias para beneficiar os imóveis e prestadores de serviços estabelecidos nas áreas atingidas pelas enchentes de maio. As alterações abrangem a remissão dos créditos tributários, juros e demais encargos legais, além da anistia das multas de mora referentes às parcelas do IPTU e TCL de 2024.

Atenção às Ilhas

Moradores da Região das Ilhas participaram nesta terça-feira de uma reunião na Comissão de Urbanização da Câmara de Porto Alegre para tratar de demandas de habitação para vítimas das inundações. Os porto-alegrenses cobraram celeridade do Poder Público na busca de uma solução para os moradores locais que são frequentemente atingidos pelas enchentes.

Esta coluna reflete a opinião de quem a assina e não do Jornal O Sul.
O Jornal O Sul adota os princípios editorias de pluralismo, apartidarismo, jornalismo crítico e independência.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Bruno Laux

Pompeo de Mattos defende medida provisória “para proteger nossas empresas e segurar empregos no RS”
A nova era da mulher que conhece seu valor
https://www.osul.com.br/panorama-politico-500/ Panorama Político 2024-07-10
Deixe seu comentário
Pode te interessar