Segunda-feira, 24 de junho de 2024

Porto Alegre
Porto Alegre, BR
15°
Mostly Cloudy

CADASTRE-SE E RECEBA NOSSA NEWSLETTER

Receba gratuitamente as principais notícias do dia no seu E-mail ou WhatsApp.
cadastre-se aqui

RECEBA NOSSA NEWSLETTER
GRATUITAMENTE

cadastre-se aqui


Rio Grande do Sul Pela primeira vez na história, Rio Grande do Sul não registra feminicídios durante um mês

Compartilhe esta notícia:

Em abril, nenhuma ocorrência desse tipo de crime foi registrada, enquanto no mesmo mês de 2023 foram seis casos

Foto: Pixabay
(Foto: Pixabay)

Com uma série de iniciativas desenvolvidas pela SSP (Secretaria de Segurança Pública), foi possível, pela primeira vez na história do Rio Grande do Sul, encerrar o período de um mês sem nenhum feminicídio. Em abril, nenhuma ocorrência desse tipo de crime foi registrada, enquanto no mesmo mês de 2023 foram seis casos.

Entre as iniciativas mais recentes desenvolvidas pela SSP está o Programa de Monitoramento do Agressor. Atualmente, 101 agressores são monitorados. Desde o início do programa, 23 homens foram presos ao tentar se aproximar da vítima. Há também a Delegacia Online da Mulher, criada para facilitar o registro de ocorrências e denúncias de violência de gênero.

As ações permanentes da SSP também refletem nos indicadores acumulados. Os feminicídios nos quatro meses de 2024 caíram 31%. Enquanto 32 mulheres foram mortas entre janeiro e abril de 2023, no mesmo período deste ano o número ficou em 22.

Diminuição de mortes violentas

Os demais indicadores de mortes violentas analisados pela SSP também se mantêm em queda. Os latrocínios reduziram 40% em abril. Enquanto em 2023 foram cinco casos de roubo seguido de morte, neste ano, o número diminuiu para três. No acumulado, a queda é de 28,6%, passando de 21 casos entre janeiro e abril de 2023 para 15 casos no mesmo período de 2024.

Em abril, os registros de vítimas de homicídio doloso caíram 21,5% em todo o Estado, passando de 144 em 2023 para 114 em 2024. Esse foi o menor número em comparação ao mesmo mês dos anos anteriores, desde 2010. No acumulado de janeiro a abril o indicador teve redução de 12,5%.

Crimes patrimoniais

A SSP vem registrando quedas constantes nos principais crimes patrimoniais avaliados, com reduções em roubos de veículos, roubos a pedestres, ocorrências bancárias e em estabelecimentos comerciais, além do furto abigeato.

Os registros de roubo de veículo diminuíram 41% em abril deste ano. É o menor número de toda a série histórica para esse tipo de crime. No acumulado, a queda foi de 32%. Os roubos a pedestre tiveram queda de 42% em abril de 2024, em comparação com o mesmo mês do ano anterior. No acumulado de janeiro a abril a redução foi de 37%.

As ocorrências bancárias passaram de três casos em abril de 2023 para dois casos no mesmo período deste ano, uma redução de 33%. O acumulado desse tipo de crime passou de 11 casos no ano anterior para nove entre janeiro e abril deste ano, uma redução de 18%. Em abril de 2024, as ocorrências em estabelecimentos comerciais caíram 2,5%. No acumulado, a redução é mais expressiva: 13,7% nos quatro meses de 2024.

No campo, os crimes de furto abigeato seguem em queda. No mês de abril, em comparação com o mesmo mês do ano anterior, a redução foi de 35%, o menor número da série histórica. No acumulado de janeiro a abril, a queda foi de 23%.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Rio Grande do Sul

Rede de Ações Culturais de Emergência leva arte e educação para abrigos de Porto Alegre
Senado aprova reajustes salariais e reestruturação de servidores
https://www.osul.com.br/pela-primeira-vez-na-historia-rio-grande-do-sul-nao-registra-feminicidios-durante-um-mes/ Pela primeira vez na história, Rio Grande do Sul não registra feminicídios durante um mês 2024-05-29
Deixe seu comentário
Pode te interessar