Sábado, 19 de Junho de 2021

Porto Alegre
Porto Alegre
14°
Mostly Cloudy

Rio Grande do Sul Pela segunda vez na história, Rio Grande do Sul registra mais mortes do que nascimentos

Compartilhe esta notícia:

Em abril, Porto Alegre teve o décimo mês com decréscimo populacional da sua história

Foto: Divulgação
Em abril, Porto Alegre teve o décimo mês com decréscimo populacional da sua história. (Foto: Divulgação)

Pela segunda vez na história, o Rio Grande do Sul registrou um mês com mais mortes do que nascimentos. Em abril, ocorreram 10.884 óbitos e 10.218 nascimentos no Estado, que tem cerca de 11 milhões de habitantes.

O fenômeno se repetiu em Porto Alegre, que teve 2.077 óbitos e 1.311 nascimentos, registrando o décimo mês com decréscimo populacional da sua história.

Os dados constam no Portal da Transparência do Registro Civil – base de dados abastecida em tempo real pelos atos de nascimentos, casamentos e óbitos praticados pelos Cartórios de Registro Civil do País, administrada pela Associação Nacional dos Registradores de Pessoas Naturais.

“É de extrema importância o auxílio que o Registro Civil tem dado à sociedade e ao Poder Público com a divulgação de dados sobre os atos praticados no Portal da Transparência do Registro Civil, especialmente na disponibilização de dados estatísticos sobre a Covid-19”, destacou o presidente da Associação dos Registradores de Pessoas Naturais do RS, Sidnei Hofer Birmann.

A queda na diferença entre os nascimentos e os óbitos no Estado vinha ocorrendo de forma gradual ao longo dos anos, mas se acentuou de maneira contundente com a pandemia de coronavírus.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Rio Grande do Sul

Ex-ministro Nelson Teich diz que pediu demissão por causa da “ampliação do uso da cloroquina” e da falta de autonomia
Supermercados europeus ameaçam boicotar produtos do Brasil devido ao desmatamento da Floresta Amazônica
Deixe seu comentário
Pode te interessar