Quinta-feira, 22 de Outubro de 2020

Porto Alegre
Porto Alegre
21°
Fair / Wind

Brasil Peritos mentem quando dizem que falta segurança em agências, afirma o presidente do INSS

Compartilhe esta notícia:

Várias unidades reabriram na última segunda (14), mas o médicos peritos não compareceram ao trabalho. (Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil)

O presidente do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), Leonardo Rolim, alegou que os médicos peritos mentem ao dizerem que as agências de Previdência Social não estão prontas para o retorno do atendimento presencial.

“Estão mentindo de forma que, eu diria, ninguém esperaria nunca de um médico, mas eu sei que a maioria da carreira não pensa dessa forma”, disse Leonardo Rolim, na noite de domingo (20), em entrevista à GloboNews.

“O que está acontecendo é algo de um grupo, vinculado a uma associação, a uma entidade de classe que tem um interessa político por trás”, prosseguiu, em referência à Associação Nacional dos Peritos Médicos Federais (ANMP).

O presidente do INSS garantiu que todos os cuidados foram tomados para o retorno gradual das agências. Várias unidades reabriram na última segunda-feira (14), mas o médicos peritos não compareceram ao trabalho.

“Quando entendemos que o INSS estava pronto, abrimos. E para tristeza, minha em particular e da população como um todo, infelizmente essa Associação Nacional dos Médicos Peritos não quis que os médicos voltassem ao trabalho”, disparou.

Em nota, a ANPM informou que faria a partir dessa segunda-feira (21), por conta própria, as vistorias nas agências da Previdência Social que foram consideradas “aptas” pelo INSS.

Falta de governança

“Foi necessário tomar essa atitude visto que a população estava sendo prejudicada pela irresponsabilidade e falta de governança do Ministério da Economia, que está colocando em risco a vida de milhares de pessoas”, apontou a ANPM.

Em portaria publicada nessa segunda no Diário Oficial da União (DOU), o INSS restringiu a entrada de representantes de associações e sindicatos e de “pessoas alheias ao corpo funcional do INSS” nas agências.

Serão permitidas visitas nas agências apenas com hora marcada e fora do horário de expediente, que atualmente é das 7h às 13h. No máximo dois representantes estão autorizados a realizar a visita, além de um representante do INSS.

A direção da ANMP questionou se o presidente Leonardo Rolim está com medo. “Ele não possui convicção plena de que as agências estão ‘ótimas’? Não está tudo regular?”, provocou.

“Se o INSS ‘impedir’ alguma vistoria por parte de qualquer dos Peritos Médicos Federais amanhã, tomaremos as devidas medidas legais. E ficará claro para a mídia quem está mentindo e quem está fazendo jogo político. Não somos nós”, prosseguiu.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Brasil

Entenda as mudanças que a Câmara dos Deputados quer fazer nas leis de improbidade e lavagem de dinheiro
O Supremo determina o pagamento de IPVA no Estado de domicílio do dono do veículo
Deixe seu comentário
Pode te interessar