Terça-feira, 18 de Maio de 2021

Porto Alegre
Porto Alegre
13°
Mostly Cloudy

Mundo Peru prorroga a suspensão de voos provenientes de Brasil, Reino Unido e África do Sul

Compartilhe esta notícia:

O governo avalia a cada 15 dias se suspende ou mantém a proibição, dependendo da evolução da pandemia.(Foto: Reprodução)

O Peru prorrogou nesta segunda-feira (3) até 15 de maio a suspensão de voos do Brasil, Reino Unido e África do Sul, como forma de evitar a entrada de novas variantes do coronavírus, em um momento em que o país enfrenta uma segunda onda mortal da pandemia.

“As ações para limitar os riscos de contágio da covid-19 permanecem. Por isso, o Ministério dos Transportes prorrogou a suspensão dos voos de Reino Unido, África do Sul e Brasil, de 1º a 15 de maio”, informou a pasta em comunicado.

De acordo com o ministério, “a disposição visa a evitar a propagação da covid-19 na atual emergência sanitária”.

O Peru restringiu voos do Reino Unido e da África do Sul em meados de dezembro, e do Brasil a partir de 26 de janeiro por causa das novas variantes do coronavírus que surgiram nos países com maior poder de contágio.

O governo avalia a cada 15 dias se suspende ou mantém a proibição, dependendo da evolução da pandemia.

A prorrogação parecia inevitável diante do preocupante aumento de casos com a cepa brasileira, especialmente na capital Lima, segundo autoridades da saúde. Essa variante é responsável por 40% dos casos registrados nos últimos meses em Lima, indicou o Ministério da Saúde.

Peru e Brasil compartilham 2.800 quilômetros de fronteira na Amazônia.

As autoridades não detalharam o número de casos detectados com variantes do Reino Unido ou da África do Sul.

Lima, com 10 milhões de habitantes, é a cidade peruana mais atingida pelo vírus. Seus hospitais estão lotados e há inúmeras filas para as pessoas comprarem oxigênio para fins medicinais.

Com 33 milhões de habitantes, o Peru registrou 1,8 milhão de casos e mais de 62 mil mortes desde o início da pandemia da covid-19, em março de 2020.

Nigéria

A Nigéria vai proibir a entrada de passageiros que visitaram Índia, Brasil e Turquia nos 14 dias anteriores à chegada ao país para impedir a importação de casos de coronavírus dos três países.

A medida entrará em vigor a partir desta terça-feira (4) e está sujeita a uma possível revisão após um período inicial de quatro semanas, conforme anunciado em um comunicado da comissão presidencial para a covid-19. O governo ainda vai aplicar multas de US$ 3.500 (R$ 19 mil) por passageiro, a serem pagas pelas companhias aéreas que ignorarem as novas regras.

Autoridades da Nigéria mostraram preocupação a respeito de uma potencial terceira onda do coronavírus no país, que conta com 200 milhões de habitantes. Há um temor de que uma nova onda de infecções poderia ser pior do que as duas primeiras.

tags: em foco

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Mundo

Nigéria proíbe viajantes de Brasil, Índia e Turquia para conter avanço do coronavírus no país
Uruguai deve ser o primeiro país a ter passaporte covid na América Latina
Deixe seu comentário
Pode te interessar