Quarta-feira, 12 de Agosto de 2020

Porto Alegre
Porto Alegre
12°
Cloudy

Brasil Piauiense tenta quebrar jejum de 49 anos do Brasil no Miss Universo

Compartilhe esta notícia:

Brasileira durante fase do concurso. (Foto: Divulgação)

Após a derrota do Brasil no Miss Mundo 2017, vencido pela Índia, a piauiense Monalysa Alcântara, 18, disputa na noite deste domingo (26), em Las Vegas (EUA), a coroa de Miss Universo 2017.

Em sua 66ª edição, o concurso recebe este ano 93 candidatas ao posto que hoje pertence à francesa Iris Mittenaere, 24.

Monalysa tenta quebrar um jejum de 49 anos para o país, uma vez que a última brasileira a vencer a competição foi a baiana Martha Vasconcellos em 1968. Antes de Vasconcellos, a gaúcha Iêda Maria Vargas sagrou-se Miss Universo em 1963.

Apesar de ter alcançado boas posições na disputa, o Brasil perdeu potência de classificação nos últimos anos. Caiu de terceira colocada em 2011 para quinta em 2012 e 2013, e não passou do grupo de semifinalistas nas três últimas edições.

Monalysa Alcântara representa o Brasil. (Foto: Divulgação)

Entre as competidoras que devem ameaçar o avanço de Monalysa na disputa estão as beldades com “peso de faixa”, ou seja, de países que tiveram mais vitórias na história do Miss Universo.

Entre elas estão as misses Estados Unidos (oito vitórias), Venezuela (sete vitórias), Porto Rico (cinco vitórias) e Filipinas (três vitórias) – este último considerado a nova potência dos concursos de beleza, desbancando a Venezuela.

Além delas, as candidatas mais comentadas pelos grupos de concursos nas redes sociais estão as misses Tailândia, Peru, México, Espanha e Alemanha.

Com estimativa de três horas de duração, a noite da final acontece no Planet Hollywood Resort & Casino e terá, pela terceira vez seguida, o comediante americano Steve Harvey como o apresentador.

Em 2015, Harvey polemizou ao errar o anúncio da vencedora (Filipinas), coroando a vice (Colômbia) e desfazendo o erro, ao vivo, no palco. O fato trouxe mídia ao concurso, que andava levemente esquecido.

“Cometi um erro”, disse o apresentador depois que a Miss Colômbia já tinha sido coroada, recebido a faixa, chorado e desfilado.

A filipina demorou a assimilar o que estava acontecendo e precisou de um toque da americana, terceira colocada. “Você ganhou”, disse a loura à colega. Favorita desde o início, a colombiana é prima da Miss Universo 2014, Paulina Vega, e seria a segunda representante consecutiva do país a vencer o título – e terceira da história.

A atração musical principal deste ano ficará por conta da cantora Fergie, que fez sucesso no Rock in Rio ao dividir o palco com Pabllo Vittar.

Jurados

Entre os jurados anunciados para a final estão a filipina Pia Wurtzbach (Miss Universo 2015), a trinitária Wendy Fitzwilliam (Miss Universo 1998) e a influenciadora digital Lele Pons, venezuelana radicada nos EUA que frequentemente aparece nos posts da cantora Anitta nas redes sociais. Pons tem 18 milhões de seguidores no Instagram e é a mais popular na rede social Vine.

 

Print Friendly, PDF & Email

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Brasil

O empresário Joesley Batista foi convocado para depor na terça em duas CPIs
Os processos por assédio sexual no trabalho diminuíram no Brasil
Deixe seu comentário
Pode te interessar