Quinta-feira, 26 de Novembro de 2020

Porto Alegre
Porto Alegre
27°
Cloudy

Polícia Polícia realiza operação contra o “golpe dos nudes” no Rio Grande do Sul e em Santa Catarina

Compartilhe esta notícia:

A ação ocorreu em Bento Gonçalves, Caxias do Sul, Novo Hamburgo e Itapema

Foto: Polícia Civil/Divulgação
A ação ocorreu em Bento Gonçalves, Caxias do Sul, Novo Hamburgo e Itapema. (Foto: Polícia Civil/Divulgação)

A Polícia Civil deflagrou, na manhã desta sexta-feira (20), a Operação Insígnia para combater os crimes de extorsão sexual (golpe dos nudes) e associação criminosa no Rio Grande do Sul e em Santa Catarina.

Foram cumpridos oito medidas cautelares nas cidades de Bento Gonçalves, Caxias do Sul, Novo Hamburgo e Itapema (SC).

Conforme a polícia, o golpe dos nudes começa com o envio, para homens, de solicitações de amizade pelo Facebook de mulheres jovens e atraentes. Em um segundo momento, via WhatsApp, há o compartilhamento de fotos íntimas, que serão utilizadas na extorsão.

A vítima, então, passa a receber ligações dos supostos pais da menina e/ou de falsos policiais civis que a acusam de pedofilia, sob a alegação de que as fotos são de uma criança ou adolescente. Na extorsão, os ditos “familiares” exigem dinheiro para não denunciarem a vítima à polícia ou, identificando-se como delegados, a exigência é para arquivar os supostos inquéritos.

No caso investigado na operação desta sexta, houve uma sofisticação do crime, já que, no primeiro momento, ocorreu a encenação de um ambiente de uma delegacia de polícia, com a utilização de banner, camisetas, armas e insígnias da Polícia Civil, todas falsas, em que a mãe de uma menor de idade estaria no plantão de um órgão policial para denunciar a prática de suposto crime de pedofilia realizado pela vítima extorquida. Tal atuação por parte dos criminosos objetiva constranger, com a ameaça de que a vítima seria presa, caso não depositasse determinado valor ao falso policial civil.

A ação, realizada pela Delegacia de Repressão aos Crimes Informáticos do Departamento Estadual de Investigações Criminais, contou com a participação de 50 policiais civis. Dois criminosos foram presos: um homem em Itapema e uma mulher em Caxias do Sul.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Polícia

Governador gaúcho condena “excesso de violência que levou à morte de um cidadão negro” em Porto Alegre
Apostas nas lotéricas podem ser pagas com Pix
Deixe seu comentário
Pode te interessar