Terça-feira, 19 de outubro de 2021

Porto Alegre
Porto Alegre
21°
Fair

CADASTRE-SE E RECEBA NOSSA NEWSLETTER

Receba gratuitamente as principais notícias do dia no seu E-mail ou WhatsApp.
cadastre-se aqui

RECEBA NOSSA NEWSLETTER
GRATUITAMENTE

cadastre-se aqui

Polícia Presa quadrilha que assaltava propriedades rurais e depois oferecia serviços de vigilância no Sul do RS

Compartilhe esta notícia:

A organização criminosa já havia sido investigada e desarticulada em 2017 por roubos em áreas rurais, mas voltou a agir

Foto: Polícia Civil/Divulgação
A organização criminosa já havia sido investigada e desarticulada em 2017, por roubos em áreas rurais, mas voltou a agir (Foto: Polícia Civil/Divulgação)

A Polícia Civil deflagrou, na manhã desta quinta-feira (26), uma operação com cerca de 200 policiais  para prender 16 integrantes de uma facção que tem base no Sul do RS. Pelo menos 12 pessoas foram presas.

A organização criminosa já havia sido investigada e desarticulada em 2017 por roubos em áreas rurais, mas voltou a agir. Além dos 16 mandados de prisão, foram cumpridos 46 de busca e apreensão.

Segundo a polícia, o grupo seguia realizando furtos e roubos em fazendas e sítios — foram 28, em 15 municípios da região, nos últimos nove meses —, mas agora também agia como milícia, ao montar uma empresa de vigilância clandestina. Logo após os crimes, os bandidos ofereciam às vítimas serviços de segurança privada, e quem não aceitava era coagido ou assaltado novamente.

A operação foi chamada de “Farroupilha”, pelo fato de a apuração ter começado após um roubo a uma fazenda na cidade de Piratini, que foi a primeira capital farroupilha. A ação ocorreu em seis municípios: Pelotas (base da facção, que atua na cidade há pelo menos oito anos), Rio Grande, Piratini, Morro Redondo, Santana da Boa Vista e Capão do Leão (sede da empresa de vigilância clandestina).

tags: em foco

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Polícia

Sistema que facilita a abertura de empresas abrange 454 municípios gaúchos
Pfizer e BioNTech assinam acordo com a brasileira Eurofarma para a fabricação de vacina contra o coronavírus
Deixe seu comentário
Pode te interessar