Segunda-feira, 12 de Abril de 2021

Porto Alegre
Porto Alegre
21°
Cloudy

Rio Grande do Sul Polícia Rodoviária Federal registra redução na violência no trânsito durante a Operação Carnaval no Rio Grande do Sul

Compartilhe esta notícia:

Número de mortes nas rodovias federais gaúchas diminuiu 86%, já o de acidentes 45% e o de feridos caiu 56%

Foto: PRF/Divulgação
Número de mortes nas rodovias federais gaúchas diminuiu 86%, já o de acidentes 45% e o de feridos caiu 56%. (Foto: PRF/Divulgação)

A PRF (Polícia Rodoviária Federal) divulgou balanço nas rodovias após o carnaval.  Foram seis dias de ações intensas da PRF nas estradas federais do Rio Grande do Sul durante a Operação Carnaval 2021, que iniciou na sexta-feira (12) e seguiu até a última quarta-feira (17).

Os números registrados apontam redução na violência no trânsito. Em relação à operação do ano passado, que ocorreu entre os dias 21 e 26 de fevereiro, houve queda no número de acidentes, feridos e mortos.

O número de mortes nas rodovias apresentou uma redução de 86%, sendo sete casos na Operação Carnaval 2020 e apenas um na edição deste ano. A quantidade de acidentes também diminuiu, enquanto no ano passado foram registrados 89 ocorrências, neste ano foram 49 – queda de 45%. O número de feridos passou de 108 para 48, também 56% menor.

As fiscalizações de trânsito registraram menos infrações que na operação do ano passado. Foram flagrados 94 casos de embriaguez ao volante, contra 323 em 2020 – redução de 71%. O não uso do cinto de segurança gerou 477 autuações, 3% maior que no ano anterior (462). As ultrapassagens indevidas (418) diminuíram 25% e o uso de celular ao volante (23) caiu 39%. Foram fiscalizados 12.216 veículos.

A Operação Carnaval faz parte da operação integrada Rodovida, iniciada em dezembro do ano passado e que segue até o próximo dia 21. Além das ações de prevenção e manutenção da segurança viária e de garantia da mobilidade, a PRF atuou também no enfrentamento à criminalidade.

No Estado, foram apreendidos aproximadamente 700 quilos de maconha e 78 de cocaína, que representam um prejuízo estimado de quase R$ 10 milhões para o crime organizado.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Rio Grande do Sul

Presos traficantes acusados de expulsar pessoas de suas casas em Canoas
Economia brasileira teve tombo de 4% em 2020, aponta monitor do PIB da Fundação Getulio Vargas
Deixe seu comentário
Pode te interessar