Segunda-feira, 15 de agosto de 2022

Porto Alegre
Porto Alegre
18°
Mostly Cloudy

CADASTRE-SE E RECEBA NOSSA NEWSLETTER

Receba gratuitamente as principais notícias do dia no seu E-mail ou WhatsApp.
cadastre-se aqui

RECEBA NOSSA NEWSLETTER
GRATUITAMENTE

cadastre-se aqui

Brasil Políticos lamentam morte de Jô Soares

Compartilhe esta notícia:

Apesar de tecer elogios ao artista, Bolsonaro citou na postagem “divergências” ideológicas com o escritor e humorista.

Foto: Globo/Divulgação
Apesar de tecer elogios ao artista, Bolsonaro citou na postagem “divergências” ideológicas com o escritor e humorista. (Foto: Globo/Divulgação)

Candidatos à Presidência da República, políticos e nomes importantes do cenário se manifestaram nesta sexta-feira (5), lamentando a morte do humorista e apresentador Jô Soares.

Jô morreu nesta madrugada no Hospital Sírio Libanês, em São Paulo, aos 84 anos. Ele estava internado desde o dia 28 de julho para tratar de uma pneumonia, segundo a TV Globo, e faleceu às 2h30min.

O presidente Jair Bolsonaro foi às redes sociais lamentar a morte do humorista. Apesar de tecer elogios ao artista, o chefe do Executivo cita na postagem “divergências” ideológicas.

“Independentemente de preferências ideológicas, Jô Soares foi uma grande personalidade brasileira que conquistou a todos com seu modo cômico de discutir assuntos profundos. Que Deus conforte a família e o acolha com a cordialidade que o próprio Jô recebia a todos”, publicou o presidente.

No Twitter, o ex-presidente Lula publicou uma foto em que aparece sendo entrevistado pelo apresentador e o definiu como “uma pessoa generosa que por anos conduziu entrevistas que foram um importante espaço de debate para o País”.

Nas redes sociais, o presidenciável Ciro Gomes (PDT) escreveu que o Brasil “amanheceu muito triste” com a notícia sobre a partida de Jô. Simone Tebet (MDB) afirmou que o País aprendeu muito com a inteligência do comunicador. “Inigualável”, escreveu a candidata à presidência pelo União Brasil, Soraya Thronicke.

O ex-ministro e ex-juiz da Lava-Jato Sérgio Moro definiu Jô como um dos maiores humoristas do Brasil. O ex-governador de São Paulo João Doria também se manifestou e lamentou a morte do humorista. Já o ex-governador do Rio Grande do Sul Eduardo Leite disse que Jô “nos proporcionou pensar sobre a vida como poucos”.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Brasil

Patrimônio do ex-presidente da Câmara dos Deputados Eduardo Cunha aumenta 755% em oito anos
Cesta básica fica 0,18% mais barata em Porto Alegre
Deixe seu comentário
Pode te interessar