Sábado, 31 de Outubro de 2020

Porto Alegre
Porto Alegre
21°
Mostly Cloudy

Rio Grande do Sul Portos de Rio Grande e Porto Alegre tiveram movimentação de 103 mil toneladas de nitrato de amônio neste ano

Compartilhe esta notícia:

Rio Grande movimentou 85 mil toneladas e Porto Alegre 18 mil.

Foto: Divulgação
Rio Grande movimentou 85 mil toneladas e Porto Alegre 18 mil. (Foto: Divulgação)

Depois do incidente ocorrido terça-feira (4), no Porto de Beirute, com relatos de que cerca de 2.750 toneladas de nitrato de amônio foram armazenadas no depósito do porto, explodindo e causando mortes e danos sem precedentes na capital libanesa, em circunstâncias que serão apuradas pelas autoridades daquele país, a Portos RS emitiu nota de esclarecimento sobre a movimentação e armazenamento do produto em seus portos. Os portos de Rio Grande e Porto Alegre tiveram movimentação de 103 mil toneladas de nitrato de amônio neste ano.

Segundo a Portos RS, o produto nitrato de amônio tem movimentação local, mais precisamente no porto de Porto Alegre e Rio Grande. “Em Rio Grande, este ano o porto movimentou cerca de 85 mil toneladas. No porto de Porto Alegre tivemos duas operações este ano, totalizando 18 mil toneladas”, diz a nota.

O desembarque do navio, informa a Portos RS, somente é feito depois da autorização e controle do Exército Brasileiro por meio de sua Diretoria de Fiscalização de Produtos Controlados. O nitrato de amônio é um produto químico não inflamável, mas que pode intensificar o fogo em outros combustíveis atuando como fonte de oxigênio (oxidante). Também é considerado como substância de “interesse militar”. Isso significa que a fabricação, transporte, comercialização e o uso do produto estão sujeitos ao controle do Exército.

“A maioria das cargas de nitrato de amônio do Estado chega importado proveniente da Estônia, passando pelos portos gaúchos e indo direto para os importadores que tem toda a armazenagem adequada e vistoriada pelos órgãos ambientais e pelo Exército Brasileiro”, finaliza a Portos RS.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Rio Grande do Sul

Fiergs vê como positiva a flexibilização do modelo de distanciamento controlado no RS
Rio Grande do Sul tem 76.563 casos de coronavírus e 2.163 óbitos pela doença
Deixe seu comentário
Pode te interessar