Sexta-feira, 17 de setembro de 2021

Porto Alegre
Porto Alegre
19°
Mostly Cloudy

CADASTRE-SE E RECEBA NOSSA NEWSLETTER

Receba gratuitamente as principais notícias do dia no seu E-mail ou WhatsApp.
cadastre-se aqui

RECEBA NOSSA NEWSLETTER
GRATUITAMENTE

cadastre-se aqui

Viagem e Turismo Prédio residencial mais alto da União Europeia fica pronto após 17 anos

Compartilhe esta notícia:

O arranha-céu tem 47 andares, 256 apartamentos e 198 metros de altura. (Foto: Reprodução)

O prédio residencial mais alto da União Europeia (UE) foi concluído após 17 anos de construção e contratempos. O arranha-céu Intempo, localizado no resort Costa Blanca, em Benidorm, cidade altamente turística da Espanha, tem 47 andares, 256 apartamentos e 198 metros de altura.

As torres gêmeas do novo edifício também contam com o elevador mais rápido da Espanha, que sobe a uma velocidade de 4,2 metros por segundo e pode chegar ao último andar em 52 segundos, segundo informações do Guardian.

As torres estão ligadas no topo por uma estrutura em forma de diamante onde o preço de um apartamento de cobertura custa cerca de € 2 milhões (R$ 12,3 milhões). Nos outros andares, os preços começam em € 257.000 (aproximadamente R$ 1,6 milhão).

O Intempo possui 13 mil m² de áreas comuns e fica a 200 metros da praia de Poniente. O 47º andar é o ponto mais alto e abriga áreas comuns, que vai contar com um bar de coquetéis e quatro jacuzzis, de acordo com El País.

Os gerentes do prédio estimam que cerca de 800 pessoas vão se hospedar no prédio na alta temporada.

Desde que começou a ser construído em 2004, o Intempo foi comprado e vendido por diversas empresas. Hoje, ele pertence ao fundo SVPGlobal, que pagou € 60 milhões (quase R$ 370 milhões) para adquirir as dívidas do prédio do Sareb, o chamado “banco ruim” criado para limpar as dezenas de milhares de propriedades inacabadas após a bolha imobiliária da Espanha estourar em 2008.

Depois dos problemas desencadeados pela crise financeira espanhola, finalizar o prédio residencial mais alto de UE em 2021 também não parecia possível devido à pandemia. Benidorm tem o turismo como principal atividade e sofreu fortemente com as restrições que a covid-19 trouxe. Mesmo assim, o prédio foi concluído e vai começar a receber a visita de possíveis compradores.

tags: Você Viu?

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Viagem e Turismo

Privatização do espaço começa para valer com viagens de bilionários
Veja 9 curiosidades sobre o Japão
Deixe seu comentário
Pode te interessar