Domingo, 03 de julho de 2022

Porto Alegre
Porto Alegre
15°
Cloudy

CADASTRE-SE E RECEBA NOSSA NEWSLETTER

Receba gratuitamente as principais notícias do dia no seu E-mail ou WhatsApp.
cadastre-se aqui

RECEBA NOSSA NEWSLETTER
GRATUITAMENTE

cadastre-se aqui

Rio Grande do Sul Prefeitura de Canoas ajuíza ação para afastar gestores da Funam e gerir temporariamente o Hospital Universitário

Compartilhe esta notícia:

Pacientes fizeram denúncias e relatos sobre a falta de profissionais e de insumos básicos no hospital, como antitérmicos, compressas e até mesmo papel higiênico.

Foto: Divulgação
Pacientes fizeram denúncias e relatos sobre a falta de profissionais e de insumos básicos no hospital, como antitérmicos, compressas e até mesmo papel higiênico. (Foto: Divulgação)

A prefeitura de Canoas, por meio da Procuradoria-Geral, ajuizou nessa quinta-feira (26), uma Ação Civil Pública para obter uma tutela de urgência para afastar os dirigentes da Fundação Educacional Alto Médio São Francisco (Funam), entidade responsável por administrar o Hospital Universitário de Canoas (HU).

No processo, solicita ainda que a prefeitura assuma, imediatamente, por intermédio de Comissão de Intervenção a ser designada pelo Poder Público, a gestão do hospital, até que haja condições de se proceder a necessária transição para que o gerenciamento do HU seja novamente repassado a terceiros, por meio de um novo processo de contratação.

Nesta semana, pacientes do complexo hospitalar fizeram denúncias e relatos sobre a falta de profissionais e de insumos básicos, como antitérmicos, compressas e até mesmo papel higiênico.

De acordo com a nota da prefeitura de Canoas, a medida foi necessária a partir dos descumprimentos contratuais por parte da Funam em relação à prestação de serviços de saúde no Hospital Universitário. “A decisão da administração municipal visa evitar o caos e a desassistência na Saúde, bem como, buscar uma solução rápida e efetiva para a grave situação pela qual o HU passa neste momento”, diz o comunicado.

Um novo processo licitatório para a substituição da Funam está sendo elaborado e o município aguarda agora o retorno do Poder Judiciário.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Rio Grande do Sul

OAB investiga indícios de tortura e execuções durante operação do Bope no Rio de Janeiro
No Brasil, 40,8% dos reajustes salariais ficam abaixo da inflação no ano, mostra Dieese
Deixe seu comentário
Pode te interessar