Domingo, 05 de Julho de 2020

Porto Alegre
Porto Alegre
13°
Cloudy

Porto Alegre Prefeitura de Porto Alegre abre credenciamento para destinação de resíduos da construção civil

Compartilhe esta notícia:

Objetivo é cadastrar empresas com capacidade de receber, transformar, reaproveitar e destinar resíduos, sem ônus à cidade

Foto: Sérgio Louruz/SMAMS PMPA
Objetivo é cadastrar empresas com capacidade de receber, transformar, reaproveitar e destinar resíduos, sem ônus à cidade. (Foto: Sérgio Louruz/SMAMS PMPA)

A Prefeitura Municipal de Porto Alegre abriu credenciamento para empresas com capacidade de receber, transformar, reaproveitar e destinar, sem ônus ao Município, os Resíduos da Construção Civil entregues voluntariamente pela população nas Unidades de Destino Certo gerenciadas pelo DMLU (Departamento Municipal de Limpeza Urbana).

O credenciamento está sendo feito pela Superintendência de Licitações e Contratos da SMF (Secretaria Municipal da Fazenda), por meio da Central de Licitações.

A abertura do credenciamento 004/2020 – Processo 20.0.000033768-5 foi publicada no Diário Oficial de Porto Alegre do dia 29 de maio. A documentação deverá ser enviada eletronicamente para o e-mail clic@portoalegre.rs.gov.br, na forma do edital, até às 17h do dia 10 de junho.

O edital e seus anexos estão disponíveis neste endereço eletrônico, no menu “Licitações e Contratos”, submenu “Licitações”, modalidade “Credenciamento”. O processo tem o objetivo de selecionar parceiros que executem a transformação dos resíduos sólidos, reaproveitamento e destinação adequada dos RCC (classe A) em regime de mútua cooperação, para consecução de finalidades de interesse público e dos credenciados.

O contrato visa estabelecer diretrizes para empresa que tenha expertise e licenciamento ambiental para processar e destinar RCC classe A recebidos pelo DMLU, evitando seu encaminhamento inadequado em locais tais como vias públicas e áreas baldias, bem como promover o prolongamento do ciclo de vida destes resíduos. O serviço terá vigência de 12 meses a contar da assinatura da ordem de início, prorrogáveis por mais 60 meses.

“A prefeitura recebe, anualmente, uma média de 6.600 m³ de resíduos da construção civil que necessitam ser destinados adequadamente. Com este contrato pretendemos qualificar esta destinação e reaproveitamento deste material, evitando o descarte incorreto”, explica o diretor-geral do DMLU, Renê Machado de Souza.

O DMLU integra as secretarias municipais de Serviços Urbanos e do Meio Ambiente e da Sustentabilidade.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Porto Alegre

Obras no vão móvel da ponte do Guaíba, em Porto Alegre, podem ser concluídas nesta semana
Polícia encontra medalha com suástica nazista em Canoas
Deixe seu comentário
Pode te interessar