Quinta-feira, 02 de Julho de 2020

Porto Alegre
Porto Alegre
10°
Fair

Porto Alegre Prefeitura de Porto Alegre abre mais um restaurante popular

Compartilhe esta notícia:

Devido à pandemia do coronavírus, as refeições serão servidas no sistema de marmitas

Foto: Alex Rocha/PMPA
Devido à pandemia do coronavírus, as refeições serão servidas no sistema de marmitas. (Foto: Alex Rocha/PMPA)

O restaurante Prato Alegre da Restinga começa a funcionar às 12h desta segunda-feira (20), oferecendo 100 refeições diárias no almoço. Situado na Estrada Chácara do Banco, 71, bairro Restinga Velha, é o terceiro restaurante social aberto pela prefeitura no novo modelo de refeições populares destinadas a pessoas em situação de rua e alta vulnerabilidade. Devido à pandemia do coronavírus, as refeições serão servidas no sistema de marmitas.

O prefeito Nelson Marchezan Júnior destaca que esses espaços possibilitam a dignidade e a independência dos usuários. “A expectativa é que não sejam apenas locais de alimentação, mas também de encaminhamento para possibilidades de transformação da vida destas pessoas”.

Já o secretário Municipal de Desenvolvimento Social e Esporte, Itacir Flores, ressalta a gratificação de oferecer o local neste momento difícil, de pandemia. “As pessoas que realmente necessitam podem ter assegurada uma refeição balanceada, que supre as necessidades básicas de nutrientes diários”.

A gestão do serviço é do Centro Social Padre Pedro Leonardi, qualificado por meio de edital público e que atua no bairro Restinga há 15 anos, com a supervisão e acompanhamento da Unidade de Segurança Alimentar.

Prato Alegre

Os dois primeiros restaurantes Prato Alegre foram abertos em dezembro de 2019. Um deles está localizado na zona central, na rua Garibaldi, 461, e serve 200 refeições por dia. O outro fica na rua Dona Otília, 210, na região da Vila Cruzeiro, com 100 refeições ao dia. Ambos são geridos pela Organização Social Civil Beith Shalom.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Porto Alegre

Bolsonaro defende Supremo e Congresso “abertos e transparentes”
O mercado financeiro prevê a queda do PIB do Brasil em 2020 próxima de 3% e um novo corte na taxa básica de juros
Deixe seu comentário
Pode te interessar