Segunda-feira, 30 de Março de 2020

Porto Alegre
Porto Alegre
31°
Fair

Brasil Presidiário cria perfis falsos de delegado e adolescentes para atrair vítimas

(Foto: Reprodução)

Um presidiário da Penitenciária Estadual de Charqueadas (PEC) aplicava golpes na internet com o perfil falso de um delegado. O caso era investigado desde o final do passado, quando o delegado Charles Dias do Nascimento, descobriu o perfil em seu nome. No Facebook, constava, além de fotos de Charles, o cargo na descrição do perfil: “Delegado da Delegacia Regional de Santiago”.

Com a conta, o criminoso tentava aplicar golpes ao realizar compras em grupos de venda e troca da rede social. Entre os itens que ele tentou comprar, estavam materiais de construção, um quarto de bebê e até ovelhas. De dentro do presídio, ele negociava a compra pela internet, e, com a ajuda de uma terceira pessoa, combinava a retirada.

Os golpes não teriam acontecido, pois os vendedores não entregavam os materiais sem a realização do pagamento prévio. As vítimas eram principalmente pessoas da Região Metropolitana de Porto Alegre. Para realizar as investigações, foi necessário quebrar o sigilo telefônico do usuário da conta, que identificou o responsável pelos crimes.

Durante o inquérito, também foi descoberto que o mesmo presidiário utilizava um perfil falso, em outra rede social, com fotos de adolescentes, para atrair homens para encontros. Posteriormente,com as mesmas conversas, ele os chantageava, afirmando que entregaria as mensagens para a polícia.

Foi realizado um mandado de busca e apreensão na cela do criminoso, onde foram encontrados celulares e anotações, com diversos números de telefone. Ele cumpria pena por homicídio e tráfico de drogas, e, agora, foi indiciado por estelionato e falsidade ideológica.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Brasil

Mercosul e União Europeia tem chance de fechar acordo de livre mercado ainda este ano
Governador sanciona leis que reconhecem vocações produtivas e turísticas do RS
Deixe seu comentário
Pode te interessar