Sábado, 31 de Outubro de 2020

Porto Alegre
Porto Alegre
20°
Partly Cloudy

Esporte Recuperados de lesão, o atacante Douglas Costa e o lateral-esquerdo Marcelo estão liberados para jogar contra a Bélgica no Mundial

Compartilhe esta notícia:

Jogadores ficaram de fora do duelo contra o México. (Foto: Lucas Figueiredo/CBF)

Nessa terça-feira, em mais um dia de Mundial, a Seleção Brasileira mal teve tempo para descansar após a vitória de de 2 a 0 sobre o México, no dia anterior, e já voltou aos trabalhos em Sochi, na Rússia onde está hospedada. Os titulares permanecerem na academia fazendo uma atividade regenerativa, enquanto os jogadores reservas e aqueles acionados no decorrer do último jogo foram a campo para um treinamento leve.

O grande destaque ficou por conta do o atacante Douglas Costa, liberado pelo departamento médico. Ele sentiu o músculo posterior da coxa direita no duelo com a Costa Rica, pela segunda rodada do Grupo E. De lá para cá, limitou-se à fisioterapia e sequer viajou para Moscou, onde o Brasil enfrentou a Sérvia.

Na segunda-feira, ele esteve presente em Samara junto com o restante da delegação para o duelo contra os mexicanos, mas não foi relacionado pelo técnico Tite, uma vez que ainda não reunia condições de jogo, continuando sua recuperação.

O departamento médico da Seleção já havia assegurado que Douglas Costa tinha chances de voltar a jogar no Mundial mesmo com a contusão. Preparando-se para enfrentar a Bélgica nas quartas-de-final, a Canarinho pode ganhar na sexta-feira um reforço de peso, uma vez que o camisa 7 não mostrou qualquer limitação de movimento na atividade dessa terça-feira.

Marcelo

O lateral-esquerdo Marcelo, que também ficou de fora do último jogo por conta de um problema físico, treinou normalmente e deve voltar ao time titular contra a Bélgica. O jogador já tinha condições de jogo contra os mexicanos, mas a comissão técnica preferiu poupá-lo pelo fato de não poder utilizá-lo por mais de 60 minutos.

Nessa terça-feira, os jogadores trabalharam em campo reduzido e inicialmente participaram de uma atividade em que tinham a missão de mandar a bola entre as estacas distribuídas ao longo do perímetro ao fazer o passe para seus companheiros. A cada vez que a bola passava entre as estacas, a equipe ganhava um ponto.

Depois, em outra parte do gramado e sob os olhares de Matheus Bachi, auxiliar técnico e filho de Tite, os atletas fizeram um trabalho de dois toques com Douglas Costa, Taison e Alisson atuando como coringas. Posteriormente, os jogadores foram se revezando no time azul, o encarregado de ajudar as outas duas equipes a manter a posse de bola.

Antes do fim do treinamento, os atletas ainda aproveitaram para calibrar as finalizações, alternando chutes de fora da área e arremates de cabeça. Nas ocasiões em que havia cruzamentos, Pedro Geromel e Marquinhos se revezavam na área para tentar rebater a bola, enquanto os goleiros também se alternavam na meta.

O Brasil volta a treinar nesta quarta-feira, quando Tite contará com o elenco completo à sua disposição. Esta será a última atividade da Seleção Brasileira em Sochi antes do embarque para Kazan, nesta quinta-feira, dia de treino no palco da partida contra a Bélgica, que definirá quem avança às semifinais do torneio.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Esporte

Nas oitavas-de-final do Campeonato Mundial, só a Seleção Brasileira venceu sem drama
Saiba por que os jogadores da Bélgica conversam entre si em inglês no Mundial
Deixe seu comentário
Pode te interessar