Terça-feira, 19 de Janeiro de 2021

Porto Alegre
Porto Alegre
24°
Fair

Porto Alegre Regularização fundiária atenderá 10 mil pessoas em Porto Alegre e Região Metropolitana

Compartilhe esta notícia:

Secretário Stédile e equipe da SOP estiveram na vila Salvador França informando população sobre início dos serviços

Foto: Saul Teixeira/Ascom SOP
Secretário Stédile e equipe da SOP estiveram na vila Salvador França informando população sobre início dos serviços. (Foto: Saul Teixeira/Ascom SOP)

A SOP (Secretaria de Obras e Habitação) contratou a realização de levantamento topográfico e laudos técnicos ambientais para áreas localizadas na capital e na Região Metropolitana.

O trabalho fornecerá elementos para a elaboração de projetos visando a regularização fundiária de 73 hectares, beneficiando cerca de 10 mil pessoas. O governo do Estado investirá R$ 896.690,33 para a execução dos estudos.

A ordem de início dos serviços foi assinada na segunda-feira (30) pelo secretário José Stédile e pelo representante da empresa Aerogeo Aerofotogrametria, Geoprocessamento e Engenharia, Claudinei Rudek. A assinatura ocorreu na vila Salvador França, em Porto Alegre, localidade que conta com cerca de 200 famílias e receberá o início dos estudos em até cinco dias.

A regularização fundiária é uma política que garante dignidade e cidadania à população, avalia o secretário Stédile. “A partir do estudo, será possível regularizar mais de 3 mil lotes na região, beneficiando 12 mil pessoas”, completou, lembrando, ainda, que o Programa Estadual de Regularização Fundiária é projeto estratégico do governo do Estado na gestão 2019-2022.

O Derer (Departamento de Regularização Fundiária da SOP) é o responsável por determinar os locais contemplados levando em consideração a demanda das áreas inseridas no Programa Estadual de Regularização Fundiária. Técnicos da secretaria estiveram na vila Salvador França informando a população sobre o início dos serviços nos próximos dias.

“É de fundamental importância a colaboração de todos os moradores, pois será necessário a medição do lote, o mapeamento da vegetação existente e a atualização da lista de moradores”, informa a diretora de Regularização Fundiária e Reassentamento, Letícia Gomes.

Saiba mais

A definição da prestadora dos serviços ocorreu através de certame licitatório iniciado em setembro de 2019 e homologado pela Comissão Permanente de Licitações da Celic/SPGG (Subsecretaria da Administração Central de Licitações), em 23 de setembro deste ano. Conforme a Celic, os valores estão dentro do Critério de Aceitabilidade de Preços e atende as demais exigências do edital.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Porto Alegre

Falta d’água vai atingir oito bairros da Zona Leste e trechos da Zona Norte de Porto Alegre
Prefeitura de Porto Alegre oferece orientações e testagem no Dia Mundial de Luta Contra a Aids
Deixe seu comentário
Pode te interessar